• FEED

Clovis Akira

O desafio de pedalar nas grandes cidades

11 jun 2012 - Por em Vida Verde

Um dos desafios das grandes metrópoles mundiais é lidar com os problemas de trânsito. Investe-se milhões em grandes obras, como viadutos, pontes e avenidas largas, sem contar os investimentos no aumento das linhas de metrô e de trem.

Porém, o crescimento acentuado da emissão de poluentes, gerado pelo maior fluxo de veículos, juntamente com algumas deficiências apresentadas pelo setor de transporte público, como a superlotação, por exemplo, fizeram com que as cidades apostassem seriamente em uma nova solução: a boa e velha bicicleta.

O exemplo de outros países


Na Europa e Ásia, o hábito de andar de bicicleta está bem mais enraizado nos costumes dos cidadãos. Andar de bicicleta nas capitais da Europa, como Paris e Roma, e também em Tokyo, no Japão, é bem seguro e tranquilo. Além da beleza urbana, são centenas de quilômetros de ciclovias que respeitam as normas de segurança e contam com uma ótima estrutura, como grandes bicicletários e pontos de aluguel de bicicleta.

Já em São Paulo e Nova York, a situação é bem diferente. O tráfego pesado e intenso de veículos nos grandes centros empresariais, gerando acidentes fatais quase que diariamente, transforma o ato de pedalar pelas ruas da cidade em uma verdadeira aventura.

Bicicletas em Nova York

Para mudar essa situação, a prefeitura de Nova York, em 2006, iniciou um plano de construção de 320km de ciclovias e ciclofaixas, com intenção de dobrar o percentual de deslocamentos diários feitos sobre bicicletas até o ano de 2012.

A infraestrutura foi totalmente inaugurada em 2009 e um ano antes do esperado, já existia o dobro de ciclistas do que havia em 2006.

Além das ciclofaixas e ciclovias, 20 bicicletários públicos e 3,1 mil paraciclos foram abertos aos ciclistas.

No meio de 2012, um sistema de empréstimo de bicicletas – serviço que em cidades europeias já é considerado tão essencial quanto ônibus ou metrô -, com 600 estações de aluguel e mais de 10 mil bicicletas, deverá ser inaugurado.

Uma mudança profunda, em tão pouco tempo, deveu-se simplesmente à vontade política. O prefeito priorizou o uso da bicicleta como meio de transporte e autoridades asseguraram que essas políticas fossem postas em prática. Ao atingir essa meta, iniciaram projetos para que, até 2030, a cidade tenha mais de 2800 km de ciclovias e ciclofaixas, o que deve triplicar o número de ciclistas.

Críticas

O plano é ousado e, por isso, enfrenta várias críticas. Em bairros onde as ciclofaixas foram instaladas há mais tempo, os motoristas acabaram se acostumando e a aceitação tem aumentado a cada dia. Já em bairros com maior concentração de veículos, ainda existe uma forte resistência.

Mas tudo não passa de uma questão de tempo. O modelo de mobilidade urbana centrado no carro está falindo; várias cidades do mundo já perceberam isso, inclusive São Paulo. É uma questão de tempo para elas se adaptarem.

Mudanças em São Paulo

Em São Paulo, pessoas que andariam de bicicleta não o fazem por medo de pedalar pelas ruas a cidade, enfrentando carros, motocicletas, caminhões e ônibus. O risco é enorme e isso só vai mudar com a construção de uma grande estrutura, como a de Nova York.

São Paulo, atualmente,  conta com apenas 48 km de ciclovias. Segundo dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), a meta estipulada pelo  Prefeito  Gilberto Kassab é a construção de 100 km de ciclovias, até  o fim  de 2012.

Se a meta for atingida, juntamente com as melhorias de  infraestrutura, os ciclistas paulistanos se sentirão mais seguros, com certeza, e serão estimulados a adotar a bicicleta como  meio  de locomoção.

Fotos:  Downtownfrombehind / Pedalinas

Sobre o Autor: Clovis Akira ( @clovisakira | G+ )

Clovis Akira

Contabilista, Consultor em sustentabilidade , Articulista do Jornal Sete e admirador da cultura japonesa.

Site: http://clovisakira.blogspot.com - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário

  • Inteliportal.com.br

    Parabéns pelo Post ! Nós apoiamos esta idéia!

    http://www.inteliportal.com.br
    O Portal Inteligente

  • Clovis akira

    Obrigado pelo comentário. O que falta mesmo em São Paulo, é vontade política, investimento, estrutura e respeito ao ciclista.

  • Alex Hoera

    um minuto de silêncio aos que estão parados no trânsito em direção a academia para pedalar suas bikes ergométricas…

  • BICICLETAS MOTORIZADAS PARA SOROCABA, SP