• FEED

Vanessa Mendes Argenta

Dicas e equipamentos para economizar água em sua casa!

07 maio 2011 - Por em Casa Verde

Dando continuidade à série de posts sobre equipamentos e dispositivos economizadores, hoje vamos tratar das torneiras e chuveiros e economia de água.

Segundo o Instituto Socioambiental (ISA), diariamente são desperdiçados cerca de 2,5 milhões de litros d’água, sendo as residências as maiores “vilãs”: o consumo doméstico no Brasil é de 140 litros de água/pessoa/dia (isso equivale a 7 bombonas de água!).

Em ambientes comerciais e públicos, como centros comerciais, restaurantes, etc., há alguns anos se usam as torneiras com temporizador por pressão ou com sensor de presença, que economizam muita água e muito dinheiro também, pois reduzem em até 50% o consumo! Neste site você pode encontrar diversos modelos, dos mais variados preços.

Você pode até usar alguns modelos dessas torneiras em casa, mas geralmente nas residências o uso é mais restrito, não havendo essa necessidade de limitar o tempo de uso. Sendo assim, na sua casa você pode usar dois itens básicos pra economizar:

  • Bom senso (pra não deixar escorrendo água enquanto escova os dentes)
  • Arejadores, que misturam ar à água que sai da torneira, gerando sensação de maior volume, mantendo a eficiência da lavagem e economizando até 60% do nosso líquido precioso!

Não é o máximo? E o melhor: são fáceis de instalar e custam cerca de R$20,00. Alguns novos modelos de torneiras e chuveiros já vem com o arejador instalado.

Nos chuveiros, além de utilizar os arejadores, você pode instalar também um kit reciclador de energia, uma engenhoca genial (inventada por um brasileiro) que aproveita a energia térmica da água quente que cai do chuveiro pra esquentar a água que ainda está no cano, reduzindo em 30% o gasto com energia elétrica numa residência e pode ser instalado também em sistemas de aquecimento solar ou a gás.

Funciona assim:

1. a água fria que vem da tubulação é desviada por uma conexão externa (nem precisa quebrar parede pra instalar);
2. ela passa pela serpentina e sobe para o chuveiro, que vai esquentar essa água;
3. a água já aquecida pelo chuveiro cai sobre a serpentina que fica embaixo do tapetinho de borracha, esquentando-a;
4. por transferência de energia térmica, a água que vem fria da tubulação aquece ao entrar em contato com a serpentina quente, demandando menos potência da resistência do chuveiro e economizando energia elétrica.

Para saber mais, entre no site do fabricante e não esqueça de compartilhar suas ideias e sugestões aqui nos comentários!

Foto: coniferine

Sobre o Autor: Vanessa Mendes Argenta ( @vanmagenta | G+ )

Vanessa Mendes Argenta

Arquiteta e Urbanista

Site: http://www.flickr.com/photos/vanmagenta - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário