• FEED

Nadia Cozzi

Lista dos filmes mais bacanas e saborosos que possuem a comida como tema

10 out 2011 - Por em Casa Verde

Movida pela curiosidade resolvi pesquisar filmes que têm comida como tema. Fiquei encantada com o resultado, muitos, mas muitos mesmo têm mesas fartas e pessoas apaixonadas pela arte da culinária roubando a cena.

A fotografia nesses casos é algo deslumbrante, a leveza das claras batidas, as cores fortes das especiarias, o azeite escorrendo docemente sobre tomates vermelhos e carnudos, a cremosidade do chocolate, as curvas suaves do açúcar e do sal.

As abordagens variam e pelo menos no meu caso interferem no sentimento em relação a gostar ou não do filme. Poucos conseguem enfocar as qualidades especiais da comida, seu poder de nutrir a Vida, sua ligação direta com o afeto ou com a capacidade de transformar pessoas. O ato de alimentar é poderoso, dá prazer, conspira e desperta sabores novos e incontroláveis.

Em Parente é Serpente ou Casamento Grego os autores destacam a força do alimento em reunir pessoas à volta de uma mesa. A alegria, a cumplicidade, os desentendimentos, estão sempre regados a muitos quitutes e bebidinhas, e nesses casos podemos ainda nos deliciar com as ruidosas tradições familiares italianas e gregas. O ensolarado Sob o Sol de Toscana também é um bom exemplo de que pessoas mesmo muito diferentes podem ser tocadas pela força aglutinadora de um alimento temperado com amor.

O Estômago (não gostei!) ou A Garçonete mostram que cozinhar pode ser uma nova chance, uma oportunidade de começar uma Vida diferente.

Inspirar paixões, apimentar um clima romântico? Aí temos o Sem Reservas, Dona Flor e seus Dois Maridos e Sabor de Paixão, onde o tempero da história fica por conta da sensualidade das culinaristas e seus condimentos.

Atiçar nossos desejos fica por conta de A Fantástica Fábrica de Chocolate, e aqui vale ressaltar que a primeira versão é bem melhor. Impossível assistir o filme sem ter um estoque razoável dessa delícia ao lado. Adoçando corações em pequenos bocados levam às lágrimas um severo crítico gastronômico surpreendido por um ratinho e seu Ratatoulle impecável, com gostinho de infância.

Chocolat vem recheado de magia e mistério características dessa delícia por isso mesmo irresistível. Fala do medo do novo, das reações dos que temem aquilo que não compreendem, como bebês, ao serem apresentados a alimentos ainda desconhecidos.

Com uma visão mais erotizada temos Como água para Chocolate, expressão mexicana quando se quer dizer que uma pessoa está fervendo, ou de raiva ou de paixão, ou de ambos. No México prepara-se chocolate com água fervendo e não com leite. As receitas apresentadas no filme misturam ingredientes aparentemente incompatíveis, característica que torna tudo mais saboroso e atraente.

A paixão pela culinária e a importância das relações familiares uniu gerações distantes, mas com a mesma determinação. O encantador Julie & Julia, com a grande (e neste filme ela está grande mesmo) Meryl Streep. O alimento participa o tempo todo das relações entre os casais, da admiração, do apoio do parceiro (mesmo que seja apenas experimentando as delícias que ambas as “Julias” produzem) e da coragem de enfrentar desafios.

A comida também marca pára sempre o coração de uma criança que recebe do avô a arte dos temperos, dos pequenos detalhes, da força da sensibilidade. Ele explica a Vida através das variadas especiarias. Para cada prato um sabor, para cada momento da Vida um sentimento, este é o enfoque do delicado O Tempero da Vida, com a beleza das paisagens da Grécia e de Istambul.

E fechando o ciclo não poderia esquecer A festa de Babette, uma frágil mulher que muda o comportamento de uma cidade inteira preparando um banquete no mínimo perfeito, regado a vinhos meticulosamente harmonizados, sobremesas que podiam ser consideradas quase que uma forma de elevação espiritual através da comida. Tenho para mim que foi esse mesmo o intuito dos idealizadores do filme.

A seleção não para por aí, temos muitos mais, sugiro que pesquisem e se surpreendam como eu. Filmes encantadores, mágicos, agressivos, delicados e até mesmo instrutivos como Sideways uma verdadeira aula sobre uvas e vinhos.

Como tira gosto aí vão mais alguns: Comer, rezar e amar, Simplesmente Martha, Tampopo – Os Brutos Também Comem Spaghetti, Tá chovendo hamburger, Delicatessen, Toast , Antique, O Cozinheiro, o Ladrão, sua Mulher e o Amante, A Comilança, Comer, Beber e Viver, Vatel, O Jantar, Tomates Verdes Fritos.

Muitos podem discutir essa relação entre o cinema e a comida que levantei aqui, mas que cinema sem pipoca é sem graça, é. Já começa por aí. Luz, Câmera, Ação e Bon appétit a todos!

Hoje vou colocar uma receitinha da Pat Feldman que eu acho digna de um filme por ser linda, saborosa, saudável e feita com muito amor.

Potinhos de frutas assadas

By Pat Feldman

Bananas maduras e nozes crocantes quase esquecidas no pote. Daí surge uma deliciosa sobremesa. Ideal para dias frios, porque é servida bem quentinha, mas é ideal também para dias de muita preguiça, porque é fácil demais de preparar.

Ingredientes (para 4 porções):

  • 4 bananas ou 3 maçãs ou 3 peras, ou uma combinação de frutas bem maduras, daquelas que você já tem vontade de jogar fora
  • Suco de meio limão
  • 1 colher de sopa rasa de rapadura ralada (você pode até usar açúcar orgânico, mas a rapadura ralada oferece um resultado mais saboroso)
  • 1 colher de sopa rasa de canela
  • 1 colher de sopa de manteiga amolecida
  • 1 xícara de nozes crocantes picadinhas

Modo de Preparar:
Numa travessa funda misture as frutas bem picadinhas, limão, rapadura, canela e a manteiga. Mexa muito bem. Unte 4 mini refratários e distribua a mistura de frutas entre eles.

Cubra a mistura de frutas com as nozes picadinhas e asse em forno médio por cerca de 20 minutos. Sirva ainda quente, acompanhado de creme batido ou sorvete de baunilha.

Nozes Crocantes:

Deixar as pecãs de molho antes de assar lentamente deixa seu sabor característico ainda mais acentuado e perfeito. Deixá-las de molho também ativa suas enzimas, o que as torna ainda mais nutritivas.

Ingredientes:

  • 4 xícaras de nozes pecã sem casca (isso vale para qualquer tipo de nozes ou castanhas)
  • 2 colheres de chá de sal marinho
  • Água filtrada

Modo de preparar:
Misture as pecãs com o sal e junte água filtrada suficiente para cobri-las. Deixe num local abrigado por pelo menos uma noite inteira até 24 horas (Dentro do forno desligado ficam protegidas de eventuais poeiras). Escorra a água pela peneira e retorne para a assadeira, espalhando-as uniformemente e coloque no forno mínimo – se puder, no mínimo com a porta entreaberta – até que elas fiquem completamente secas e crocantes. Fica uma delícia para ser consumida morninha, mas se não for usar tudo, guarde o restante num recipiente bem fechado.

Variações: você pode preparar o mesmo crocante com nozes, amêndoas, amendoins, macadâmias, castanhas portuguesas, etc…

Creme Batido

Ingredientes:

  • 500mL (uma garrafinha) de creme de leite fresco (de preferência cru e orgânico)
  • 1/3 de xícara de iogurte natural integral
  • 2 colheres de chá de rapadura ralada ou mel ou melado de cana
  • 1 colher de chá de extrato natural de baunilha

Modo de Preparo:
Junte todos os ingredientes numa travessa funda e bata com a batedeira ou mixer até atingir a consistência de chantilly (leva de 1 a 2 minutos apenas). Use o chantilly normalmente, para acompanhar deliciosos morangos orgânicos, sorvetes caseiros, o bolo de cacau e qualquer outra gostosura que passar pela sua cabeça.

Sobre o Autor: Nadia Cozzi ( @nadiacozzi | G+ )

Nadia Cozzi

* Consultora de Alimentação Consciente e Desenvolvimento Pessoal. * Pesquisa desde 1994 a Agricultura livre de Agrotóxicos e o Ato de se alimentar e a Consciência de quanto ele interfere na Saúde Física, Emocional e Mental do Ser Humano e os efeitos da produção de alimentos para o Meio Ambiente. * Idealizadora do Instituto Pedro Cozzi - Espaço DAR VIDA – (institutopedrocozzi.blogspot.com.br) * Livros sobre uma nova consciência ecológica: (http://alimentopuro.synthasite.com/livros.php) * Blogs: Alimento Puro: alimentopuro.blogspot.com Bio Culinária: bioculinaria.blogspot.com

Site: http://nadiacozzi.yolasite.com - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário

  • Muito bom…esses filmes nos mostram que partilhar refeições é uma das melhores coisas da vida….porque na maioria das vezes é com quem gostamos.

  • Sílvia você levantou um fator importante e que está presente em todos esses filmes, a importância de estar junto de quem gostamos. Beijos

  • Camila

    Faltou 3 filmes: Almoço em agosto, Soul kitchen e Mais estranho que a ficção (esse é obrigatório assistir comendo cookies)

  • Ah Camila tem ainda Simplesmente Complicado que tem uma padaria dos deuses!

  • Queila Osis Cavalcante

    Muito bom relembrar alguns filmes e saber de outros e adicionar na listinha de “recomendados”, tem um também que é bem bacana, apesar de paradinho é o Kamome Shokubo, ela tem um restaurante japonês na europa, pra quem gosta e admira é muito bom e dá uma fooome rs :)

  • Queila, obrigada pelos elogios e pela dica. Também tenho mais um Simplesmente Complicado, delicioso, tem uma padaria simplesmente divina! Beijos.

  • Mercia J

    Obrigada pelas dcas!! Gosto muito de filmes com o tema comida, geralmente eles teem por tras uma belíssima história. Quero deixa tb uma dica: Um filme coreano com legenda em espanhol… muito bom! Procure no youtube pelo “El Gran Chef”, se ainda não viu, sei que vai gostar! Bj…Mércia