• FEED

Dan Lima e Carol Guilen

Que tal iniciar uma pequena Horta em sua casa ou apartamento?

27 jul 2011 - Por em Casa Verde

Você acorda num belo dia de sol. Depois de um café da mannhã com frutas orgânicas, atravessa a porta dos fundos e enche a cesta com rúculas, tomates, rabanetes e cenouras, estalando de tão fresquinhos.

Uma cena de filme, não é mesmo?! Pois saiba que não é tão impossível assim como você acha. O hábito de plantar e colher o próprio alimento está invadindo as cidades. Pessoas mesmo em apartamentos pequenos conseguem produzir hortaliças e temperos frescos. Tudo de que você precisa é de um pouco de sol, água e tempo.

Até uma ou duas gerações atrás, muitos alimentos como – arroz, feijão, mandioca, milho, couve – eram produzidos no próprio terreiro de casa. Frutas? As crianças trepavam nos pés de manga, laranja, limão, tamarindo, goiaba e jabuticaba e comiam ali mesmo. Se alguém tinha uma dorzinha, corria a mãe para colher funcho, quebra-pedra, boldo e preparava num instante um chá, que se não sarasse, pelo menos aliviava e reconfortava. Muitos de nós que nasceu no interior ainda tem essas lembranças como algo nem tão distante.

Mas as cidades cresceram, e as hortas e pomares não couberam mais na vida das pessoas. Para que ter pé de limão galego nos fundos de casa, se você pode pegar o carro e ir até o mercado comprar (ahn?) ? Para que ter de plantar, regar e podar se você pode pagar por verduras no sacolão do bairro, aquelas mesmas que cresceram a uns 100 km de distância, com não se sabe quanto agrotóxico, e que vêm convenientemente transportadas por caminhões fumacentos, embaladas e não tão frescas, mas, é o preço que se paga por ter vegetais mesmo fora de época, à nossa conveniência.

Somos nós, ou a vocês também parece um contra-senso? Pois é. Achamos tão prático ir até o mercado comprar frutas, verduras e legumes e achamos tão difícil arranjar alguns vasos, terra e sementes e tirar cinco minutos do nosso dia para cuidar de um canteiro.

 

Prazer em cultivar

Além da praticidade e economia, ter uma horta em casa é algo muito prazeiroso pois você tem a oportunidade de colher seu próprio alimento, cuja origem você conhece. Você mesmo cuidou e tem a recompensa. Dá uma satisfação grande saber que você pode produzir o seu alimento.

Se você precisa de mais um argumento, pergunte pra Nádia Cozzi qual o sabor e a textura do alimentos orgânicos, capazes de tornar um simples prato algo muito mais prazeroso. Sem falar na saúde, né? O que você acha pior: uma lagarta no alface ou o agrotóxico invisível, que faz mal para os neurônios? Se você achar uma lagarta na sua acelga, não precisa surtar. Água e um pouco de vinagre bastam. Mas e o agrotóxico, como se livrar dele? Infelizmente, eles tendem a se acumular nas cascas, uma das partes mais nutritivas das frutas. Por mais que você lave ou deixe de molho, o danado continua lá, pois na maioria dos casos é incorporado nas células das plantas.

Quer mais? Cuidar de uma horta é uma terapia! É imensamente mais prazeroso regar a horta todos os dias do que pegar 25 minutos de fila no supermercado no início da semana. Ouvir a água caindo nas folhas é relaxante.

 

Promovendo a sustentabilidade em sua casa

Outra coisa a se pensar é sobre os ciclos naturais. Na natureza, todos os ciclos são fechados e curtos: isso impede o desperdício. Por isso cada vez mais incentiva-se a consumir produtos produzidos localmente. O que costumamos fazer nas cidades é comprar algo que vem de longe, num sistema de transporte que emite CO2 e outros gases, e que consome combustível fóssil, e depois gerar restos que também serão recolhidos por caminhões até um aterro sanitário (se você tiver sorte).

Mesmo que não possamos produzir todo nosso alimento, podemos ser ao menso um pouco mais autônomos e sustentáveis ao produzir o que pudermos em casa. Não há mais local do que isso! Se você tiver seu próprio canteiro e ainda fizer compostagem dos restos, parabéns, você conseguiu fechar o ciclo do seu alimento.

Como posso começar?

E aí, animou? Visite o blog Do Nosso Quintal para ver como é mais fácil do que você imagina! Aqui em casa adotamos essa idéia e já colhemos, literalmente os frutos.

Sobre o Autor: Dan Lima e Carol Guilen ( @carol_guilen | G+ )

Dan Lima e Carol Guilen

Ele, advogado, ela, bióloga. Um casal de consultores em Sustentabilidade: dentro de casa é que começa o exemplo!

Site: http://donossoquintal.wordpress.com - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário

  • Teste

    Teste

  • Nossa que legal esse texto…eu tenho o maior espaço aqui em casa mais me faltava um pouco de disposição…acabei de decidir…vou começar a min ha horta hoje mesmo!!!!
    Obrigada pelas dicas sempre tão úteis!!!!
    Marilia Rabello

  • Olá pessoal!
    Parabéns pelo post!
    Aqui em nosso apartamento somos adeptos dessa idéia, e concordamos que tudo isso é muito mais que uma terapia!
    Agora eu tenho uma dúvida (ou um problema):
    como lidar com os pulgões que hora ou outra inevitavelmente infestam nossas plantas? Já nem sei mais quantos pés de manjericão roxo e verde eu já perdi pq morreram quando não dei mais conta de removê-los ou pq eu tive que eliminar por conta da infestação desses bichos…
    Seguindo sugestões, já tentei borrifar uma mistura de água + água sanitária (1 colher para 1 litro, e até 2 colheres para 2 litros) e não venci as pragas.. Por um tempo acabei desistindo de plantar coisas comestíveis aqui na horta do apartamentoo pq me recuso a aplicar qq tipo de veneno para conter isso (afinal de contas, essa é a ideologia que compartilhamos!)..
    Alguma dica?
    Até plantas de flores estão sofrendo por aqui :(
    Abraços,
    Augusto

  • Olá, Augusto!

    Também estamos sofrendo com pulgões e cochonilhas, e ainda estamos experimentando técnicas, então ainda não posso falar com conhecimento de causa (vivencia). Depois de muita experimentação, vamos postar no Nosso  Quintal e aqui no Coletivo o ue dá mesmo certo. Por enquanto, algumas sugestões: pelo que você está dizendo, você está com uma infestação séria. Sugiro podar tudo radicalmente, arrancar o que estiver extremamente infestado, e até mesmo procurar substituir a terra superficial. E então começar praticamente de novo. A grande dica é cuidar para a infestação não se espalhar. Olhe com frequencia e retire manualmente ou com jato de água. Para combater / prevenir, use água com coentro batido, ou água com cinzas. Dizem tb que funciona colocar um recipiente amarelo com água e detergente, pois os pulgoes são atraídos pela cor. Mas pra mim não funcionou pq eles estavam no meio do almeirão e nem viam o recipiente…rs Água sanitaria acho q pode queimar as folhas…. Boa sorte, e conte pra gente se deu certo!

  • Marvindogca

    me inspirou vou fazer uma e qd fizer mando as fotos pra vcs

  • Eba!!! =))

  • Legal Carolina!

    Pois é.. tudo que estava infestado foi embora.. já removi e joguei fora a terra (não só a superficial – só tenho vasos aqui – mas tudo que pudesse manter a família dos bixos).
    Uma outra dica que ouvi é a de usar água + fumo (não o cigarro comum industrializado-e-envenenado, mas sim o fumo tradicional), mas não tive como testar.. A água com água sanitária não poderia ser numa diluição menor que essa que citei, senão realmente iria queimar as folhas.. mas como pude notar, não foi o suficiente tb..
    Vamos ver… vou dar um tempo aqui no jardim, esperar um pouco pra depois replantar tudo novamente.
    Se descobrir algo bacana, ficarei também muito contente de poder usufruir das dicas.

    Abraços!

  • Nilzinhanha

    gostei e vou adotar a ideia , por hora eu tenho boldo , melissa e cebolinha plantados ma vou investir mais na ideia.
    .

  • Que legal!! Vamos todos juntos!!
    Seremos os fazendeiros urbanos =D

  • Adorei, vou entrar nessa…valeuuuuuu!

  • Eba vamos juntos =)

  • Macah

    Ahahahahah, eu ainda não postei mas até já tirei as fotos. Eu e meu marido nos entusiasmamos há um tempinho, e plantamos alguns temperos e alface em vasos. Gostamos tanto que resolvemos transformar o nosso jardim em canteiro e já estamos tratando a terra. Dos vasinhos já tenho as primeiras folhinhas de alface e manjericão. Estamos curtindo muito ir para a “lida” todo dia.
    abraços

  • muito boa a idéia!!!

  • Pingback: Uma horta nas alturas: como cuidar e manter hortaliças dentro de casa | Cury: A construtora da sua casa BLOG()

  • chanel curiosa

    APRENDI MUITO

  • inocência moy

    eu já tenho o habito de cultivar em minha casa , á muito tempo , é edificante terâpico e saudavél . Faz bem para a saúde e mente .

  • Carlos SIlva

    Ola´, onde posso encontrar mais informações do tipo passo-a-passo para iniciante aprender a plantar. Gostaria de saber onde encontrar os “ingredientes”/materiais, quais as técnicas utilizar… obrigado

  • Glória Macedo

    Adoro cultivar plantas,tenho algumas arvores,flores e ervas,gostaria de cutivar bem mais pois meu espaço é grande,gostaria de receber dicas de como eliminar algumas pragas:fungos,lesmas,e outros.Ecomo fazer canteiros,pois ñ tenho muita pratica.