• FEED

Nadia Cozzi

Alimentos industriais utilizam insetos como corante – Você com certeza já comeu muitos deles!

29 ago 2011 - Por em Saúde e Alimentação

Nas últimas semanas, tenho recebido repetidamente um email sobre um Cientista que propõe comer insetos como fonte alternativa de proteína e com ele vários comentários do tipo “ARGH” ou “BLERG” demonstrando expressões de nojo pela proposta.

O engraçado é que os insetos estão presentes em nossa alimentação há muito tempo e não estou falando de costumes e hábitos alimentares de alguns povos, mas sim da comida industrializada largamente consumida nos dias atuais.

Vamos deixar claro que os aditivos alimentares antes de chegarem à sua mesa, passam por rigorosos testes feitos em animais, buscando as implicações desse produto em nossa saúde. O comportamento desses animais é monitorado durante 90 dias e avaliado em função de seu crescimento, taxa de mortalidade, reprodução, química do sangue e desenvolvimento de tumores. Somente por este absurdo já não deveríamos permitir esses aditivos em nossa alimentação.

Quem já experimentou sorvetes, pudins, iogurtes, bolachas, bolos, geléias, gomas de mascar, sucos, licores e demais delícias industrializadas de cor rosa ou vermelha, entre outras coisas já comeu também cochonilha, um pigmento de vermelho intenso feito com Dactylopius Coccus, um inseto mexicano.

São necessários cerca de 70.000 insetos esmagados e fervidos para produzir apenas 450 gramas deste corante. Bilhões de insetos são criados e destruídos todos os anos apenas para dar cor a biscoitos e leites de soja sabor morango, gelados de frutas vermelhas, etc. O Corante Cochonilha é utilizado também em tintas, corantes para roupas, cosméticos (xampus, batons, sombras). Seu consumo pode provocar reações alérgicas às pessoas.

Para quem tem uma alimentação vegetariana deve ser complicado ir ao Supermercado e encontrar esse corante feito, literalmente, de insetos esmagados presente em diversos doces, biscoitos, sucos, cereais e laticínios. Tudo graças ao fato de que ele é classificado como “corante natural”.

Como alternativa a este corante poderia perfeitamente ser utilizado o sumo da beterraba, isento de qualquer toxicidade. Ou, no caso dos alimentos, simplesmente nada, pois um corante não acrescenta benefícios aos produtos, só não teríamos aquela cor tão avermelhada.

Morangos!!

Mas tenho uma ótima notícia, para quem é apaixonado por morangos, estamos em plena safra dos Orgânicos, doces, bonitos e vermelhos por Natureza. Vamos aproveitar e preparar diversas receitas com eles, podemos também produzir geléias que podem ser utilizadas durante o ano, já que se conservam naturalmente e garantem a qualidade da nossa alimentação.

As geléias podem combinar muito bem com um iogurte feito em casa, como recheio de panquecas, bolos, tortas, ou simplesmente acompanhando um pão bem caseiro.

Geléia de Morango

Ingredientes

  • 450 g de morangos orgânicos
  • 1 xícara (chá) de açúcar orgânico
  • suco de ½ limão

Modo de Preparar
Lave os morangos e retire as folhas. Deixe de molho por uns 10 minutos em uma tigela. Escorra e leve ao fogo baixo em uma panela, com o suco de limão e o açúcar. Deixe cozinhar por cerca de 30 minutos, até que os morangos fiquem muito macios e com uma calda grossa. Não fique mexendo a geléia para que ela não açucare, passe a espátula gentilmente quando sentir que a geléia está grudando no fundo da panela.

Deixe esfriar e coloque em vidros esterilizados. Feche e deixe da cabeça para baixo até esfriarem. Guarde em geladeira.
Para esterilizar os vidros: em uma panela grande coloque bastante água para ferver. Coloque o vidro e a tampa na água e deixe fervendo por 20 minutos. Retire da água e deixe descansar em cima de um pano de prato bem limpinho, até que esfrie totalmente. Nunca coloque o vidro quente em cima de uma superfície gelada ou de mármore pois ele estoura.

Vitamina de morangos

O morango é uma fruta com grande quantidade de Vitamina C. Fortalece ossos e dentes, dá resistência aos tecidos, age contra infecções, ajuda na cicatrização e evita hemorragias. Em contrapartida é um dos campões de pulverização de agrotóxicos, por isso recomendo apenas os morangos orgânicos.

Ingredientes:

  • 1 copo grande de leite fresco
  • 1 colher (de sopa) de açúcar orgânico
  • 3 morangos orgânicos, lavados, secos e congelados.

Modo de Preparar:
Bata todos os ingredientes no liquidificador. Coloque em um copo alto e sirva com um moranguinho na borda.

Batida de Morango com Champanhe

E quem disse que não podemos fazer uma batidinha com o nosso moranguinho orgânico. Nesta receita usamos o champanhe, imagine a delicia desse drink.

Ingredientes:

  • 1 caixa de morango Orgânico
  • 1 lata de leite condensado
  • 2 copos de champanhe
  • Gelo

Modo de Preparar:
Coloque tudo no liquidificador, menos a champanhe, bata até quebrar o gelo. Junte a champanhe e bata só no pulsar para não perder o gás. Sirva em taças de champanhe.

O morango combina muito bem com creme de leite, com chantilly, com chocolate, como recheio de bolos, afinal ele é gostoso de qualquer jeito. Ops, de qualquer jeito não, eu prefiro o meu sem cochonilhas e você?

Sobre o Autor: Nadia Cozzi ( @nadiacozzi | G+ )

Nadia Cozzi

* Consultora de Alimentação Consciente e Desenvolvimento Pessoal. * Pesquisa desde 1994 a Agricultura livre de Agrotóxicos e o Ato de se alimentar e a Consciência de quanto ele interfere na Saúde Física, Emocional e Mental do Ser Humano e os efeitos da produção de alimentos para o Meio Ambiente. * Idealizadora do Instituto Pedro Cozzi - Espaço DAR VIDA – (institutopedrocozzi.blogspot.com.br) * Livros sobre uma nova consciência ecológica: (http://alimentopuro.synthasite.com/livros.php) * Blogs: Alimento Puro: alimentopuro.blogspot.com Bio Culinária: bioculinaria.blogspot.com

Site: http://nadiacozzi.yolasite.com - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário

  • Suzana Corrêa

    Adorei o site.Parabéns pelas matérias e conteudos que o site aborda.

  • Muito obrigado pelas palavras Suzana!!
    Vamos juntos =)

  • Encontrei esse corante até no suco de soja Sollys de laranja!

  • Caramba hahah!! Até no de laranja?

  • nunca mais como nada com corante.

  • Afonso do socorro santos

    Bom dia,
    grato pois o meu filho é alergico a este corante vermelho de cochonilha, conforme resultado 10.09 classe 3 ,
    Muito obrigado mesmo pela informação.
    Afonso do socorro santos.

  • Bruno Zavan

    Quanta bobeira…  Os produtos industriais são mais nocivos que esses insetos.

    Impossível viver ‘tranquilo’ sem se preocupar com corante.

  • Nilda

    Fica difícil nos alimentarmos desse jeito, pois o que não tem gorduras, açúcares e aditivos químicos, tem hormônios, agrotóxicos, ou são trangênicos, ou são caros…

  • NadiaCozzi

    Os laticínios, as verduras, frutas,legumes e grãos podem ser encontrados nas feiras orgânicas, tem muitas por aí e como são os próprios produtores que vendem os preços não altos. O IDEC fez um trabalho bem legal relacionando as feiras do Brasil todo idec.org.br/feirasorganicas Abraços

  • Gustavo

    Você deve ser louca ou qualquer coisa do tipo! Em quase TODAS as suas publicações não vi nenhum embasamento científico. Aponta os transgênicos como prejudiciais, sem qualquer prova científica (artigos científicos, e não artigos que o José escreveu em tal revista ou blog). Ao invés de incentivar a popularização dos trangênicos, que favoreceria os pequenos produtores em detrimento das grandes corporações e fazendeiros, você ATACA o transgênico como se fosse algo inerentemente ruim! Se você soubesse um pouco mais de microbiologia saberia que a transgenia é a aplicação de um DNA circular (plasmídeo) nos embriões de células (no caso, células vegetais). Isso não compromete o funcionamento regular dessa célula, agora transgênica, pois o plasmídeo é decodificado individualmente e não contém informações que interferem no metabolismo celular. Plasmídeos contêm, em sua maioria, informações que produzem anticorpos para alguma (ou algumas) bactéria(s) parasita(s). A incorporação de plasmídeos não foi inventada pelo homem, na verdade já é realizada por diversos seres muito antes de o homem sequer pensar em existir. A única coisa que o homem fez foi aplicar plasmídeos em células que não têm a capacidade de capturá-los por serem menos aptas à lidar com essa doença, no sentido de a doença ser causada por uma bactéria muito recente ou no sentido da inexistência dessa bactéria em seu bioma natural, antes de a planta ser transferida a outros locais. Não há motivos lógicos para plasmídeos causarem alterações biológicas em nós, humanos, pois quando comemos, não absorvemos sequências de DNA dos outros animais, pelo contrário, tudo que comemos é quebrado em partes menores disfuncionais (chamados monômeros), que aí sim são absorvidos e utilizados para o que precisamos (proteínas, açúcares, gorduras e material genético). Por desencargo de consciência e por saber que homens erram, testes estão sendo feitos há mais de meio século e até hoje nenhum relato científico sobre os danos dos transgênicos foi feito! Só se soube de um, de fato relatado por um cientista, no qual ratos que se alimentavam de milho transgênico desenvolveram diversos cânceres. Mas descobriram que esse cientista mentiu para favorecer a companhia de transgênicos para qual ele recebeu propina, pois segundo ele, outra ninhada de ratos, alimentados por transgênicos dessa companhia, não apresentaram nenhum efeito colateral.

    Mas como se não bastasse, você ainda publica esse texto sob uma perspectiva infantil, criticando as indústrias por utilizarem insetos como corantes. Não há lógica no seu raciocínio, pois se esses insetos podem ser usados como corantes, não há nada mais natural que isso. Qual o problema dos insetos? Na verdade são até mais nutritivos que morangos, pois enquanto morangos são quase exclusivamente açúcar (glicerina), insetos têm doses nutritivas mais equilibradas, além de contar com vitaminas essenciais e bastante proteína (ao contrário da carne, é uma forma barata de obter proteína). Se para você o problema são as doenças que esses animais podem carregar, deixe isso claro. Mas saiba que os insetos são os animais mais saudáveis e livres de doenças do reino animal, e por qualquer processo de aquecimento alto qualquer doença é eliminada. Se seu problema é o nojo, também deixe explícito.

    Não estou dizendo para não criticar os transgênicos ou não criticar a ingestão de insetos, mas que deixe seu raciocínio claro e aponte informações confiáveis para engrossar seu pensamento, ao invés de continuar emitindo opiniões.

  • NadiaCozzi

    Gustavo, se transgênico fosse bom o símbolo vinha bem grandão e não minúsculo e escondidinho num cantinho do rótulo.

  • desenho de máquinas e instalaç

    Nadia, se ser “vegano” fosse bom, não seriam minoria que representa praticamente ninguém.

  • Carol

    Quem foi o idiota q pensou em colocar inseto na comida? Que absurdo! Tadinhos :/ Ps: adorei a matéria ;)

  • leandro

    que argumento onteligente nāo?

  • NadiaCozzi

    É um argumento do marketing publicitário, que utiliza letras enormes para dizer o que o produto tem de bom, não é? Se transgênico é bom porque escondem? Eu sugiro que vc leia mais sobre o assunto e descubra que os pequenos agricultores não se favorecem, a diferença entre biotecnologia e transgênicos, que não se usa menos agrotóxicos, que os agricultores ficam nas mãos das multinacionais entre outras coisas.

  • NadiaCozzi

    Eu não estou dizendo para ser vegano, estou dizendo para selecionar melhor seu alimento lendo os rótulos, vendo os ingredientes e quanto de química se ingere e principalmente respeitando a saúde e o Meio Ambiente.

  • José Carlos

    É espantoso como falam de química de uma forma tão horripilante. Nosso organismo é um reator químico. Tudo é química. Todo alimento, seja animal ou vegetal, é químico e depende da mesma para ser processado e gerar energia para a vida. O ciclo da vida depende da química. Você mesma já comeu muito desses insetos antes mesmo de saber o que eram esses insetos. Acho válido toda forma saudável de alimentação. Acho válido pregar saúde e sustentabilidade. Porém, acho que o papel deve ser o de informar e não o de combater todo o resto. Plantar e semear. ;) Em tempo, parabéns pelo site.

  • Alfredo

    Muita gente acredita que a industria alimentícia e a industria farmacêutica só querem fazer o bem ao mundo mas, desconhecem seus bastidores laboratoriais e como funcionam. Parabéns pelo site.

  • TNC, Pode comer mais nada então pq tudo na terra tem vida.

    VEGETARIANO DE CÙ È ROLA tem que comer muita carne msm

  • NadiaCozzi

    Gosto de pessoas assim como vc percebe-se que tem base, conhecimento para falar e acima de tudo educação e respeito. Parabéns continue assim cidadão do bem.

  • Amanda

    Não sabia disso.

  • Amanda

    Eu não tenho nojo de insetos,mas é um absurdo!É incrível como tem gente má e gente desinformada,mas tenho fé que um dia chegamos lá,ainda que seja em outras vidas,mas vamos lá..aprendi mais uma hoje e vou compartilhar bastante…Obrigada Nadia

  • Fany Nowak

    As pessoas que dizem essas coisas não sabem o que estão fazendo, pois não são evoluídas. Cabe a nós, pessoas evoluídas, dar informações sobre o assunto para elas. Por tanto, parabéns pelo site! Eu sei que já comi muitos insetos e não tenho nojo. Mas, também sei o quanto isso é cruel. Se soubesse disso antes, não teria comido… A humanidade evolui com o tempo. Evoluímos em relação à escravidão, aos direitos das mulheres e estamos evoluindo em relação aos direitos dos homossexuais. Num futuro não muito distante, vamos evoluir em relação à igualdade entre animais e seres humanos. Talvez você pense que essas citações são desnecessárias, mas não são. Um dia você vai entender. ;)

  • Giovana Pereira

    Affz… come maais carne aiinda seu idiota deve ser obeso… tnc queria que fosse com seus familiares que morrece pra alimentar algum outro ser faminto pra tu ver com os pobres animais sofrem….

  • jeferson

    Fany, quanta soberba referir a si mesmo com adjetivos , deixe que o outro avalie tuas açoes, humildade e caldo de galinha não faz mal a ninguém. A questão da alimentação e muito complexa, muitas vezes somos literalmente enganados. Sabes que óleo de canola, por exemplo, não existe, pois óleo de canola e na verdade óleo extraído de cousa, elemento por vezes toxico.

  • jeferson

    Meu Deus atropelaste a língua pátria, morrece , pra tu,barbaridade che.

  • Pingback: Corante de cochonilha - Carmim | Veggi & tal - Receitas veganas, Ativismo e Direitos Animais()

  • Rodolfo Buch

    Vocé é ignorante de verdade ou ta só se fazendo mesmo rapaz?

  • Rafael Carvalho Lemos

    Foda-se como carne e sou magro, e como muito, até você !

  • morto que nao pode divulgar links aqui

  • Júlia Carvalho

    Olá, Nadia, parabéns pelo texto e pelas receitas. Eu estou escrevendo um artigo acadêmico e preciso saber se você tem a referência para a informação: “São necessários cerca de 70.000 insetos esmagados e fervidos para produzir apenas 450 gramas deste corante.” Me diz o site ou artigo no qual vc encontrou essa informação para que eu possa citar, por favor? Obrigada.