• FEED

Dan Lima e Carol Guilen

Meio Ambiente – Reflexões sobre as Mudanças climáticas

Esse negócio de mudanças climáticas pode ser polêmico. Hoje, a maior parte dos cientistas acredita que a emissão excessiva de gás carbônico está ajudando a mexer com todo o equilíbrio da geo e biosfera. A sociedade está pouco a pouco seguindo esse mesmo paradigma. Mas ainda há gente que se questiona. Será mesmo que é culpa humana? Mesmo que não fosse, o que vai acontecer? O que se pode fazer a respeito?

O que me parece, para resumir bem resumido, é que tendências naturais do planeta estão se somando a impactos provocados pelo ser humano, até chegar num ponto de mudança. Mais tempo ou menos tempo (medido em milhões de anos), o clima da Terra mudaria de qualquer jeito. Mas com nossas emissões de gases na atmosfera provavelmente estamos acelerando e alterando o curso dessas mudanças

.

O que pode causar certo pânico é que a humanidade provavelmente nunca viveu uma mudança tão forte dessas desde sua existência – curta como o último dia em relação a um ano inteiro – veja a curiosidade no fim do post). E, para nós, é muito difícil conviver com a incerteza, algo que nenhum humano antes de nós tenha dito como é.

Depois do ponto de mudança (que talvez já esteja em curso), ninguém sabe exatamente o que vai acontecer. Provavelmente o nível dos mares vai subir, e teremos muitas pessoas sendo relocadas. A temperatura média do globo pode aumentar, mas não necessariamente onde você mora. Algumas regiões que hoje são floresta podem virar deserto, em compensação desertos podem se tornar úmidos e criarem vegetação. A umidade, a temperatura e as correntes marítimas podem mudar muito. E isso certamente vai bagunçar a ordem da agropecuária mundial, o que vai intereferir em muitas economias.

Mudanças já estão acontecendo



Ok, acalme-se, talvez só seus netos vejam esse cenário. Mas que mudanças já estão acontecendo, isso estão. Veja a curiosa reportagem sobre a nação Kribati, que provavelmente terá de migrar todinha para as ilhas Fiji. Uma situação diplomática inusitada, não? E quem é de kribatense, terá de mudar de nacionalidade? O que deve passar pela cabeça deles numa hora dessas?

A nós, que podemos nos considerar ambientalmnete conscientes, cabe espalhar a conscientização, fazer a nossa parte para não atrapalhar demais o curso natural das coisas, e se preparar para mudanças. A natureza nos ensina uma coisa muito bonita: resiliência. É a capacidade de se adaptar a mudanças sem perder sua essência. Como o bambu, que se inclina quando o vento bate, mas volta a seu lugar.

Estamos vivendo um momento épico. E todo momento de mudança tem seu lado bom. O deste é que as pessoas finalmente estão despertando de um looongo sono, percebendo que fazemos parte do universo, não o comandamos. Somos, como diria Mario Cortella, o vice-treco do sub-troço. Temos mais é que respeitar a sabedoria da natureza e aprender com ela, vivendo o mais harmonicamente que podemos com todos os seres vivos..

Imagine que os 4,5 bilhões de anos da Terra foram comprimidos em um só ano (entre parênteses colocamos a idade real de cada evento). Nesta escala de tempo, as rochas mais antigas que se conhece (~3,6 bilhões de anos) teriam surgido apenas em março.

Os primeiros seres vivos (~3,4 bilhões de anos) apareceram nos mares em maio. As plantas e os animais terrestres surgiram no final de novembro (a menos de 400 milhões de anos). Os dinossauros dominaram os continentes e os mares nos meados de dezembro, mas desapareceram no dia 26 (de 190 a 65 milhões de anos), mais ou menos a mesma época em que as montanhas rochosas começaram a se elevar.

Os humanóides apareceram em algum momento da noite de 31 de dezembro (a aproximadamente 11 milhões de anos). Roma governou o mundo durante 5 segundos, das 23h:59m:45s até 23h:59:50s. Colombo descobriu a América (1492) 3 segundos antes da meia noite, e a geologia nasceu com as escritos de James Hutton (1795), Pai da Geologia Moderna, há pouco mais que 1 segundo antes do final desse movimentado ano dos anos.” (extraído de Eicher, 1968)

Sobre o Autor: Dan Lima e Carol Guilen ( @carol_guilen | G+ )

Dan Lima e Carol Guilen

Ele, advogado, ela, bióloga. Um casal de consultores em Sustentabilidade: dentro de casa é que começa o exemplo!

Site: http://donossoquintal.wordpress.com - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário

  • Realmente, já
    sentimos as consequências das mudanças climáticas. Nesse panorama, todos devem
    fazer parte desse processo, não há mais espaço para uma postura obsoleta na
    atual situação do planeta. Focando na questão corporativa, escrevemos um post sobre
    o assunto. http://bit.ly/GZQVvt

  • Márcio Alencar

    Estou lendo um livro chamado Seis Graus: o Aquecimento Global e o que você pode fazer para evitar uma catástrofe.
    Recomendo.

  • Tobias

    Há um tempo me foi enviado esse vídeo https://www.youtube.com/watch?v=3_GPLlJv6x0 O que acham?

    Há quem especule que as mudanças climáticas causadas pelo homem são um jogo de interesses econômicos, o que pensam sobre?