• FEED

Guilherme Augusti Negri

O que tem dentro de um pote de Nutella?

raiox

Ao vê-la assim – em camadas – parece bem pouco irresistível. Você provavelmente não colocaria seu dedo lá dentro. Como relatado pela “Verbraucherzentrale Hamburg”, organização alemã que lida com informação dos consumidores, este pote visto na imagem nos faz fechar nossos lábios e deixá-los bem apertados.

Duas editoras colocaram dentro de um  pote vazio de Nutella, todos os ingredientes presentes no rótulo da etiqueta, veja o resultado. Um pote cheio, com quase a sua metade de açúcar branco e óleo de palma, e a outra metade com apenas pequenas quantidades de avelãs, cacau e leite em pó desnatado.

Não é a primeira vez que questionamos a qualidade dos produtos da Ferrero. Tanto é que a empresa já tentou impedir estas perguntas. No site da Ferrero, na parte dedicada à propaganda do chocolate da Nutella, existe toda a história de sua origem e seus ingredientes.

Quase um conto de fadas. Assim, descobre-se que todo o açúcar utilizado não é exclusivamente branco e refinado: 75% de açúcar de beterraba e os 25% restantes são de açúcar refinado da cana de açúcar. Além disso, “o óleo de palma – informa a Ferrero, em seu website – torna a Nutella cremosa e melhora o sabor dos outros ingredientes. Sua origem vem da Malásia, Papua Nova Guiné e Brasil, de plantações certificadas pela Roundtable on Sustainable Palm Oil (RSPO)”.

Editoras realizando o experimento

Editoras realizando o experimento

Ainda não basta. “A Ferrero possui o mérito de ser a primeira empresa italiana a se preocupar com a sustentabilidade deste ingrediente, mas isso não é o suficiente – disse Roberto La Pira, diretor da Il FAtto Alimentare (O Fato Alimentar) – como consumidores, queremos ter a possibilidade de escolha. Ao invés disso, continuamos a encontrar à venda, quase que exclusivamente, produtos com óleo de palma. Depois da nossa petição, 15 redes de supermercados se empenharam em reduzir, ou até mesmo eliminar, a gordura tropical de seus produtos, enquanto que outros o cortaram definitivamente, tais como Misura e Gentilini. Outras empresas, como a Barillla, se comprometeram a reduzir o seu uso, mas estas ainda são poucas.

Sabemos é um processo longo e complexo trocar a receita de um produto, mas é possível fazer tranquilamente sem grandes problemas. Enquanto isso, temos apenas um opção disponível. Hoje sabemos onde se encontra o óleo de palma e podemos evitar de comprar os produtos que o contém”.

Artigo traduzido por nosso leitor Rafael Bareli do Huffing Post Italiano

Mas para tudo tem uma solução, que tal Virar a Mesa e fazer a sua própria Nutella?

Ingredientes:

  • 190g de avelãs. Torrar em forno baixo por 10 minutos. Descascar.
  • Moer em um bom liquidificador ou processador.

Acrescentar:

  • 1 xícara de cacau em pó
  • ½ tablete de manteiga orgânica
  • 1 xícara de açúcar orgânico demerara ou mascavo
  • 2 colheres de chá de essência de baunilha
  • 1 xícara de creme de leite fresco

Bater tudo com as avelãs menos o creme de leite que vai ser colocado por último para dar o ponto. Coloque em um pote e guarde na geladeira.
Variações: se a avelã estiver cara, faça com amendoim. Fica uma delícia!
Perfeito para o recheios de biscoitos, bolos ou no pão.

Receita do Blog Delícias do Dudu.

Sobre o Autor: Guilherme Augusti Negri ( @coletivoverde | G+ )

Guilherme Augusti Negri

Empreendedor com veia social e ambiental e músico por hobby. Fundador do Coletivo Verde.

Site: http://www.coletivoverde.com.br - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário

  • Larissa Valerio

    Sei que existem muitos problemas (ambientais) relacionados ao óleo de palma. Bom seria se eles pudessem substituir
    por outro óleo vegetal.
    Mas ao meu ver a indústria dos laticínios (e seus derivados) não tem lá muitos créditos também…principalmente no
    que se trata das condições de criação dos animais.
    E na receita alternativa vai também uma boa quantidade de açúcar (da indústria da
    cana que também não tem muitos créditos ambientais).
    Não estou deferindo críticas com o intuito de desmerecer a pesquisa e o
    questionamento, eu mesma não como Nutella pra defender o produto. Mas
    substituir uma receita pela outra, pra mim dá no mesmo em termos
    nutricionais e ambientais. Qual é o ponto desse artigo?

  • pedro

    Depende, se for o fabricante tem ouro, se for o concorente tem bosta.

  • Augusto Ordonez

    Simmmmm Mas porque retirar o óleo de Palma da fórmula? Afinal é um óleo vegetal. Quanto aos problemas ambientais, em nosso Estado(Pará) foram feitas plantações em áreas desmatadas.

  • Larissa, o ponto principal é o retorno ao que é caseiro, onde podemos controlar os ingredientes, as quantidades e tudo o mais. Na receita proposta podemos colocar mais ou menos gordura, mais ou menos açúcar e estamos falando de ingredientes orgânicos, frescos, com no mínimo uma qualidade melhor do que o industrializado. Outra coisa é que o artigo está chamando a atenção para a posição das Empresas e de nós Consumidores, de lermos ingredientes e sermos conscientes quanto à nossa escolha.

  • O plantio da palma é considerado um dos maiores responsáveis por desmatamentos destrutivos dos tempos atuais. O ônus principal, para os países que mais produzem esse óleo a Indonésia e Malásia é sacrificar suas florestas primárias e sua biodiversidade em nome da renda com a exportação do produto para grandes corporações mundiais. É um dos óleos vegetais mais consumidos no mundo, com várias aplicações na indústria, desde frituras industriais, chocolates, massas, margarinas, cremes vegetais, biscoitos, sorvetes e cosméticos até detergentes, sabões e sabonetes. Ele faz parte da nossa vida mesmo quando não aparece claramente, já que frequentemente é colocado nos rótulos como óleo vegetal.

  • Henrique Fernandes

    esse óleo aí ta estranho ein, óleo de palma tem cor…

  • Rafiusela Pereira

    Eu acho que o Brasil ainda está muito distante destas discussões, a lei do consumo aqui é consumir, e duvido muito que vai haver o minimo de boicote a Nutella e diversos outros produtos que são ainda muito antiéticos e irresponsáveis. O consumo consciente é uma realidade distante, pois o ato de consumir é algo popularmente recente.

  • Marcos Lettrari de Moura

    Tudo natural, óleo de palma, leite, cacau, avelãs e açucar. Então vamos nos entupir de nutella.

  • Alex Ribeiro

    Óleo de Palma refinado é mais claro que óleo de girassol, por exemplo.

  • Luca Visconti

    Isso é uma falácia naturarista, não é pq é natural quer dizer q faz bem para saúde.

  • Ringo Castro

    Mas na receita está açúcar orgânico e manteiga orgânica! Eu como estudante de Ciências Ambientais de uma universidade federal do Rio posso te dizer que dá para ter uma produção sustentável e que minimiza ao máximo as externalidades negativas. Que
    preserva e recompõe gradativamente a fertilidade, prevenção da erosão e que mantenha as características químicas, físicas e biológicas e ecológicas do solo. Utilize a água de maneira a permitir a recarga dos depósitos aqüíferos e satisfaça as necessidades hídricas do ambiente e das pessoas. Como também utiliza prioritariamente recursos internos ao agroecossistema, substituindo insumos externos por ciclagem e
    reciclagem, conduzindo a uma melhor conservação. Valorize e conserve a
    diversidade biológica, tanto em paisagens naturais quanto em paisagens
    antropogênicas, e garanta igualdade de acesso às práticas, conhecimento e
    tecnologias agrícolas adequadas e possibilite o controle local dos recursos agrícolas. E que não utiliza tantos
    insumos químicos (adubos solúveis e agrotóxicos) o emprego do fogo na colheita ou no manejo dos resíduos de colheita, que conduzem a conseqüências desastrosas e repercutem negativamente sobre a conservação dos recursos naturais (biodiversidade, ar, água e solo), por não respeitar a dinâmica ecológica de funcionamento do agroecossistema.

  • Ringo Castro

    Mas na receita está açúcar orgânico e manteiga orgânica! Dificilmente produtos orgânicos não estão ligados com uma pratica sustentável! Isso já diminui bastante os impactos e evitando algumas práticas comuns da produção tradicional acaba consequentemente interferindo na parte nutricional, pois são produtos menos industrializados e, etc. Eu como estudante de Ciências Ambientais de uma universidade federal do Rio posso te dizer que dá para ter uma produção sustentável e que minimiza ao máximo as externalidades negativas. Que
    preserva e recompõe gradativamente a fertilidade, prevenção da erosão e que mantenha as características químicas, físicas e biológicas e ecológicas do solo. Que utilize a água de maneira a permitir a recarga dos depósitos aqüíferos e satisfaça as necessidades hídricas do ambiente e das pessoas. Como também utiliza prioritariamente recursos internos ao agroecossistema, substituindo insumos externos por ciclagem e reciclagem, conduzindo a uma melhor conservação. Valorize e conserve a diversidade biológica, tanto em paisagens naturais quanto em paisagens antropogênicas, e garanta igualdade de acesso às práticas, conhecimento e tecnologias agrícolas adequadas e possibilite o controle local dos recursos agrícolas. E que não utiliza tantos
    insumos químicos (adubos solúveis e agrotóxicos) o emprego do fogo na colheita ou no manejo dos resíduos de colheita, que conduzem a conseqüências desastrosas e repercutem negativamente sobre a conservação dos recursos naturais (biodiversidade, ar, água e solo), por não respeitar a dinâmica ecológica de funcionamento do agroecossistema.

  • Henrique Fernandes

    ata, talvez o que eu vi não seja refinado então, porque tem cor alaranjado quase vermelho

  • Larissa Valerio

    Sim!! Exatamente! Se os produtos forem orgânicos, excelente! Mas duvido que alguém com menos consciência, vá atrás de comprar orgânicos ;) Obrigada pela resposta construtiva!

  • Alex Ribeiro

    Isso, o nosso tradicional Azeite de Dendê, por exemplo.

  • Gael Le Mouëllic

    Óleo de palma hidrogenado é branco.

  • Guilherme Araujo

    injeta veneno de cobra na veia então, é natural também

  • NadiaCozzi

    O plantio da palma é considerado um dos maiores responsáveis por desmatamentos destrutivos dos tempos atuais. O ônus principal, para os países que mais produzem esse óleo a Indonésia e Malásia é sacrificar suas florestas primárias e sua biodiversidade em nome da renda com a exportação do produto para grandes corporações mundiais. É um dos óleos vegetais mais consumidos no mundo, com várias aplicações na indústria, desde frituras industriais, chocolates, massas, margarinas, cremes vegetais, biscoitos, sorvetes e cosméticos até detergentes, sabões e sabonetes. Ele faz parte da nossa vida mesmo quando não aparece claramente, já que frequentemente é colocado nos rótulos como óleo vegetal.

  • Luigi Locatelli

    “como consumidores, queremos ter a possibilidade de escolha”, deixem os que querem Nutella em paz. Procurem outros produtos se quiserem, se tiver demanda vai ter quem produza!

  • Andrea Cb

    Não entendi o por que de tanta revolta contra o açúcar da beterraba e o óleo de palma? O problema se dá nos aditivos para conservar o produto e isso não foi abordado.

  • Hall Fucks Galvão

    Se for fazer a nutella seguindo essa receita. ela sai 3x mais cara que uma no mercado

  • Hemi Enthusiast

    Boa, toma com um copo de petróleo também.

  • Hemi Enthusiast

    Em tempo, ninguém está pedindo ou decretando para parar de comer. Cada um sabe o que faz da sua vida.

  • Pedro Alcantara

    Anote o que o Guilherme e o Luca escreveram, pois é bem melhor que qualquer asneira naturalista, filho.

  • davidribeiro

    “Você provavelmente não colocaria seu dedo lá dentro”
    Não aposte nisso.

  • Pinheiro

    Em parte você tem razão. Mas se soubesse a química que é este produto contém não comeria. Eu sempre digo que tentar fazer as pessoas tornarem-se conscientes de que estão comendo lixos por aí é difícil e complicado uma vez que elas estão acostumadas e educadas em comer para matar a fome ou matar o desejo e raramente para se alimentarem corretamente. É importante saber qual a reação bioquímica que se tem depois de ingerir esse troço. A Industria de Alimentos não se importa com sua saúde ou se você vai passar mal, o que interessa é pagar pelo produto e aumentar o caixa. Você ta certo, as pessoas devem ser livres inclusive para escolherem se querem comprar saúde ou doença. Quem tem dinheiro para manter status compra pela marca. A pergunta é: será que o dono da empresa que criou esse lixo que chama de “alimento saudável” também come essa porcaria?

  • Rômulo Pareschi

    Sim, come.

  • Rômulo Pareschi

    E hidrogenado ou refinado?

  • Paulinho Martinelli

    DUVIDO… Não deve comer para não arriscar a saúde, é que normalmente as pessoas tem preguiça de fazer o saudável e come o industrial e prejudicam a saúde. Já se perguntou por que tem tantos casos de infartos, AVC, câncer, etc???? De tanto comer porcaria achando que é normal, aí passa o tempo vem doenças incuráveis e aí a pessoa fica reclamando: por que aconteceu comigo, eu não tenho sorte, gostaria de voltar no tempo e evitar o mal, etc… Não, ninguém pode voltar no tempo, mas, pode evitar o mal… Escolha doença e terá doença, escolha saúde e terá saúde… Convivo com uma pessoa que abusou e comeu porcarias, agora toma remédios para sempre e não pode comer muita coisa, não tem uma vida normal porque teve infarto e AVC… Pense bem… Eu penso e tenho uma saúde muito boa… Fica a dica…

  • Paulinho Martinelli

    O óleo de palma também é usado para fazer sabonete ou sabão cold process… Come sabonete também????

  • Paulinho Martinelli

    Quanta ignorância… Convivo como disse acima com uma pessoa que nem mesmo gosta de comer salada, teve infarto e AVC. Abusou, comeu gorduras, refri e nada natural, agora é vida triste, para o resto da vida é remédio, não pode comer o que tem vontade e nós também passamos vontades por causa dele, é triste, uma pessoa sem força e parece que sem vida, só assiste TV e vai ao mercado, não vive, e os medos o cercam, vai que dá de novo e morre… Pense, não é brincadeira… Mais uma dica: se você come lanche duas vezes por mês é certeza absoluta que terá problemas cardiovasculares… Vai tentando que depois vai colher… O SUS está mal… Cuidado…

  • Sarah Torres

    é… mas aí vc come mais avelã que açúcar… ;)