• FEED

Nadia Cozzi

Os alimentos milagrosos e os impactos no Meio Ambiente

04 fev 2014 - Por em Saúde e Alimentação

Hoje em dia temos muita facilidade para encontrar alimentos de diversas partes do globo em qualquer época do ano. Claro que ampliar nossas escolhas é muito bom, mas se pensarmos na sustentabilidade será que isso faz sentido?

Já acabamos com as lavouras tradicionais de milho e soja, hoje 80% são transgênicas. O trigo nunca fez tão mal à população. O salmão criado em cativeiro, se alimenta de ração e é colorido artificialmente. O chocolate não tem cacau, o leite perdeu seus nutrientes dentro de uma caixinha.

Isso aconteceu pela massificação na alimentação e claro, a Natureza não consegue produzir na quantidade esperada. A indústria quer lucros, cada alimento tem seu ciclo, cada região produz seu alimento, essa equação se torna cada vez mais inviável. Estamos vivendo de modismos, buscando a pílula da felicidade.
Cebola www.kavewall.com

O marketing do consumo corre solto e nós acreditamos nele e de repente “precisamos” de tudo o que ele preconiza como saudável. E aí temos a Quinua, o Amaranto, a Chia, as Goji Berry que são sim alimentos excelentes, mas a aveia, a pimenta, o abacate, o brócolis, o arroz, os feijões, a cebola, também são e estão aqui pertinho de nós e acessíveis financeiramente.

Achei informações bem legais da nutricionista Marcia Daskal  no site Panelinha que diz já existirem estudos que apontam que Goji Berry em grandes quantidades pode fazer mal ao fígado. A soja apontada como muito boa para a saúde, é consumida fermentada pelos japoneses e não em sucos como se vende aqui. A Quinua o “milagre dos Andes”, não é mais acessível para os povos mais pobres do Perú e da Bolívia, que a tinham como fonte alimentar e agora eles se alimentam de Junk Food. De acordo com a Food and Agriculture Organization (FAO), a quinoa é um dos melhores alimentos de origem vegetal, que pode ser capaz de combater algumas carências nutricionais, principalmente em países mais pobres. No mínimo incoerente!

Seguir a moda sem avaliar os impactos do nosso consumo é preocupante. O alimento tem que ser bom para quem planta, para quem consome e para o Planeta. Não podemos como diz Márcia tirar a fonte alimentar de uns para transformar em sinônimo de saúde de outros.

E ela ainda aconselha olhar para os alimentos locais e regionais. “O açaí e a jabuticaba chegam a ter de 10 a 30 vezes mais antocianinas (sabe as substâncias benéficas do vinho tinto que protegem as artérias?) do que os tão falados berries (frutas vermelhas) do Hemisfério Norte”.Sendo assim vamos conhecer alguns “alimentos milagrosos” que estão aqui pertinho de nós?

“Não precisa ser caro para ser super”


  • Gengibre – anti-inflamatório, diminui dores musculares. Rico em substâncias termogênicas que ativam o metabolismo do organismo e potencializam a queima de gordura corporal.
  • Castanha do Brasil – boa quantidade de fibras, essenciais para o funcionamento ideal do intestino. Em relação às vitaminas e minerais, apenas duas unidades são suficientes para atingir em porcentagens o que é recomendado para um dia: 25% de magnésio, importante para o processo que gera energia para o corpo;18% de fósforo, essencial para a contração muscular e transmissão de impulsos nervosos; 10% de zinco, faz parte do sistema de defesa do corpo;9% de vitamina B1, que também participa do processo que gera energia ao organismo. Contém selênio e vitamina E – importantes antioxidantes, que combatem os radicais livres e previnem o envelhecimento precoce e o surgimento de algumas doenças.
  • Caldo de cana e rapadura – muito bom para os atletas, ricos em carboidrato, recuperam rapidamente o glicogênio muscular e deixam o músculo pronto para o treino seguinte. Tem efeito protetor sobre as alterações musculares produzidas pelo exercício.
  • Cafezinho – Isso o nosso bom e velho cafezinho. A cafeína aumenta a atenção, o foco e o desempenho. Que tal adoçar seu cafezinho com a rapadura aí de cima?
  • Manteiga – feita com o creme de leite batido e sal. Restaura a integridade do intestino e reduz a inflamação corporal Nutre as células do intestino, fazendo com que elas trabalhem melhor, melhor absorção dos alimentos, menos alergias e maior imunidade. Vitaminas A e a K2, que fazem bem para a pele e para os ossos, numa forma altamente absorvível, pois são solúveis em gordura.
  • Aveia – equilibra a pressão, controla a diabetes e o colesterol. Regula o intestino, evita a prisão de ventre e, a longo prazo, previne o câncer de intestino. Faz bem para a pele, pois contêm zinco e silício, propriedades conhecidas da indústria cosmética. Alimento saudável, rico em minerais e fibras, a aveia alimenta e sacia, o que ajuda bastante NAS dietas de emagrecimento.
  • Água de Coco – Conhecida receita das avós para aliviar as náuseas das mulheres grávidas e proteger as crianças da desidratação nos quadros de diarréia, a água-de-coco tem uma composição bastante próxima à do plasma humano. Poderosa concentração de minerais, é um isotônico natural que pode ser consumido por pessoas de qualquer idade, inclusive por bebês, desde que já tenham saído da fase de amamentação exclusiva.
  • Laranja – Ingrediente barato, fácil de encontrar, fonte de vitamina C, boa quantidade de vitaminas A e do complexo B. Rica em sais minerais como fósforo, cálcio e ferro.
  • Beterraba – seu suco aumenta a oxigenação das células.  Ricas em nutrientes como ácido fólico, manganês, potássio e vitamina C, tornando-as numa excelente fonte de nutrientes. Uma ótima opção para grávidas que têm maior necessidade de ácido fólico durante a gravidez.
  • Berinjela – rica em fibras e água, fornece saciedade com poucas calorias (como a maioria dos vegetais). Rica em potássio e vitamina K, ajuda a diminuir a pressão, e tem boa quantidade de folato, molibdênio, cobre e manganês, ajudando no controle das taxas de açúcar e no bom funcionamento das enzimas e do sistema imunológico.Seu consumo pode ajudar a melhorar a função ocular, diminuindo a pressão do olho de quem tem glaucoma.
  • Amendoim – Rico em vitamina E, protege a pele e ajuda a dar fluidez às membranas de todas as células, inclusive do cérebro (ajuda na concentração). Previne câncer de cólon, próstata e mama. Auxilia na diminuição do colesterol. Rico em magnésio, bom para quem faz esporte, para quem sofre de cãibras e para controlar a TPM.
  • Soro do leite – igualzinho ao whey protein, o famoso suplemento tão em moda nas academias de ginástica.
  • Verduras Crucíferas – como o brócolis, a couve-flor, a couve, o repolho, a couve-de-bruxelas. Podem interromper o crescimento de células cancerosas, incluindo tumores de mama, endométrio, pulmão, cólon e fígado.
  • Cereais integrais – atuam para diminuir a incidência de câncer de intestino. Alguns exemplos de cereais integrais: arroz integral, trigo sarraceno (ou mourisco), pipoca, aveia, trigo para quibe e tabule.
  • Ovos – Um ovo contém cerca de 06 gramas de proteína de alta qualidade e nove aminoácidos essenciais que nosso organismo não consegue produzir. O consumo regular de ovos pode ajudar a prevenir o aparecimento de coágulos sanguíneos, AVCs (acidentes vasculares cerebrais) e Enfartes Cardíacos. Boa fonte de colina, um nutriente importante para a regulação do funcionamento do cérebro, restante sistema nervoso e sistema cardiovascular. Um dos poucos alimentos que contém vitamina D.
  • Arroz e feijão – Essa combinação nossa velha conhecida tem todos os aminoácidos essenciais para o nosso organismo. Tem as proteínas necessárias para quem não come carne e ainda baixa o colesterol. Faz o papel da Quinua – proteína boa para quem não come carne.
  • Lentilha, grão de bico, algas, tofu, nozes e castanhas. Ricos em ferro. Coma junto com alguma fonte de vitamina C para facilitar a absorção do ferro – limão na salada, suco de laranja ou abacaxi de sobremesa. Aliás, esquecemos que os grãos dão ótimas saladas que tal usar lentilhas, feijão branco, leguminosas, ervilha, grão de bico, feijão fradinho.  Super geladas são ótimas opções para o verão. Lembrando que quanto mais lento o cozimento melhor se aproveitam os nutrientes dos grãos.
  • Temperos: alho, manjericão, alecrim, cebola, tomilho, salsinha, sálvia entre outros. Além do frescor e sabor tem propriedades funcionais incríveis. Temos também as verduras, legumes e um montão de frutas.

Aqui falamos de apenas uma parte muito pequena diante do universo de grãos, verduras, frutas legumes e cereais que temos aqui na nossa terra, na feira livre do seu bairro. Como esquecer as frutas do Nordeste, as pimentas, as castanhas?

Nada contra os alimentos milagrosos vindos de vários lugares do Mundo, com suas propriedades maravilhosas, mas comparando preços e benefícios, fico com o que a Natureza me deu aqui, bem pertinho.

Receitas:


Mingau de Aveia

Excelente para o lanche das crianças e para o seu café da manhã.

Ingredientes

  • 2 xícaras de leite fresco
  • 2 colheres de sopa de açúcar orgânico
  • 5 colheres de aveia flocos finos
  • Canela para polvilhar

Modo de Preparar: Em um copo coloque a aveia, o açúcar e um pouco de leite, mexa e reserve. Ferva o restante do leite em uma panela e quando começar a levantar fervura jogue a mistura que você reservou. Aguarde até começar a quase grudar na panela, mexendo sempre em fogo baixo e está pronto. Coloque canela por cima para polvilhar e bom apetite

Variações no uso da Aveia: na granola com frutas, na vitamina ou no iogurte. Com banana, em pratos salgados faça uma mistura de aveia e gergelim para fazer empanados no forno. Dica de beleza: banhos de aveia para aliviar problemas de pele e queimaduras solares.

Laranja www.kavewall.com

Laranja

Pode ser usada em sucos. Um copo de suco de laranja lima batida com uma folha de couve pela manhã, é um super concentrado de vitamina C e ainda ajuda no combate contra a anemia, elimina toxinas, limpa o intestino e previne muitas doenças e o envelhecimento e aí você pode inventar à vontade, coloque mamão, banana, ameixa entre outros.

A laranja também pode ser usada nas saladas de frutas, bolos, molhos de salada. As cascas ainda podem ser colocadas naqueles suportes de inseticida que se liga na tomada afastando os insetos e deixando um cheirinho gostoso na casa.

Outras dicas:

  • Misture frutas nas saladas.
  • Faça potinhos de vidro com iogurte, frutas e granola para seu lanche ou café da manhã
  • Troque os salgadinhos por cenouras cortadinhas, pedacinhos de queijo, palitos de pepino, tomatinhos com azeite e manjericão, frutas cortadinhas

Pesquisas:

  • Site Panelinha – panelinha.ig.com.br/site_novo/meuBlog/marciadaskal—1867
  • Medicina Chinesa – medicina-tradicional-chinesa.com

Fotos: www.kavewall.com

Sobre o Autor: Nadia Cozzi ( @nadiacozzi | G+ )

Nadia Cozzi

* Consultora de Alimentação Consciente e Desenvolvimento Pessoal. * Pesquisa desde 1994 a Agricultura livre de Agrotóxicos e o Ato de se alimentar e a Consciência de quanto ele interfere na Saúde Física, Emocional e Mental do Ser Humano e os efeitos da produção de alimentos para o Meio Ambiente. * Idealizadora do Instituto Pedro Cozzi - Espaço DAR VIDA – (institutopedrocozzi.blogspot.com.br) * Livros sobre uma nova consciência ecológica: (http://alimentopuro.synthasite.com/livros.php) * Blogs: Alimento Puro: alimentopuro.blogspot.com Bio Culinária: bioculinaria.blogspot.com

Site: http://alimentopuro.synthasite.com - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário

  • Rosana

    Eu gostei dessa matéria, pois algumas frutas da moda como a Pitaia são de difícil acesso para noís, pois além de cara aqui em Uberaba teria de pedir pela internet

  • felipe

    Castanha do Pará e não do Brasil, preste atenção, porque assim você está contradizendo o discurso

  • lucottini

    Bertholletia excelsa, popularmente conhecida como castanha-do-pará, castanha-do-acre, castanha-do-brasil, tocari e tururi

  • Heliana Cardoso

    Excelente matéria , sp. muito alardeado os alimentos (da moda) importados e caros, ficávamos frustrados, muitas vezes , por não conseguir compra-los, sem saber que tínhamos excelentes opções ao nosso alcance . Isso é sustentabilidade: bom pra quem planta, bom prá quem compra,e bom para o Planeta.