• FEED

Para as coisas durarem mais, e o planeta viver melhor

13 ago 2014 - Por em Vida Verde

logo

Curitiba gera cerca de 1800 toneladas de lixo diariamente. Por causa da má separação, existe uma
perda de até 30% dos materiais recicláveis. O lixo tóxico e especial (medicamentos, lâmpadas fluorescentes, tintas, pilhas, baterias, solventes, óleo de cozinha), quando mal descartado, oferece sérios riscos pra saúde das pessoas e pro meio ambiente. Vidros e seringas podem causar intoxicações e ferimentos graves em quem manipula o lixo. Foi pensando nestes problemas que circundam a geração e descarte de resíduos que surgiu a ideia do projeto Desapego Consciente.

Ao buscar lugares adequados pro descarte de resíduos e doação de objetos, descobrimos uma rede considerável de pontos de coleta, mas pouco conhecidos ou divulgados. Em Curitiba, muitas instituições realizam bazares com objetos doados e a prefeitura oferece diversos pontos para coleta do lixo especial, além das muitas bibliotecas, faróis do saber e casas de leitura, que recebem livros ainda em bom estado.

coletaespecial

Em Curitiba, a coleta especial acontece em terminais de ônibus, recolhendo materiais como lâmpadas fluorescentes, óleo de cozinha, pilhas, baterias, medicamentos, tintas e solventes.

Nossa proposta foi então reunir informações destes pontos de coleta em um só lugar, de maneira clara e simples, dando visibilidade pra esses locais e os aproximando de possíveis doadores. O Desapego Consciente é um site com um mapeamento de pontos de coleta para doação, descarte, reciclagem e troca, aonde é possível encontrar o lugar mais adequado e perto da sua casa pra dar destino àquele monte de medicamentos vencidos ou àquela blusa que você não usa há mais de um ano.

Buscar locais corretos para destinar materiais que precisamos doar ou descartar também é uma forma de perceber o excesso produzido pelo nosso próprio consumo e repensar nossos hábitos de compra. Afinal,
do que realmente precisamos?

catamare

Cooperativa Catamare, em Curitiba.

O Desapego Consciente aposta nas ideias de Rachel Bootsman e Roo Rogers que apresentam no livro “O que é meu é seu” como novos modelos de consumo colaborativo e sustentável têm tido maior receptividade e espaço nos últimos anos. Para os autores, consumo colaborativo consiste no “compartilhamento tradicional, escambo, empréstimo, negociação, locação, doação e troca” e pode proporcionar aos consumidores economia de dinheiro, espaço e tempo, além de estimular que pessoas façam amizades e se tornem cidadãos ativos.

Livro

Imagem do livro “O que é meu é seu”, de Rachel Bootsman e Roo Rogers. Os autores acreditam que a colaboração tem transformado a maneira como consumimos.

O Desapego Consciente foi lançado no dia 5 de junho, dia Mundial do Meio Ambiente, mas ainda são muitos os desafios pela frente. Como forma de dar visibilidade para as pessoas envolvidas nas redes de troca, doação e descarte, o projeto irá contar com fotografias e vídeos, apresentando histórias bacanas de quem presta serviços tão importantes pra cidade. No site ainda faremos implementação de ferramentas que tornem o sistema mais colaborativo, de forma que as pessoas possam nos informar sobre doações e descartes realizados e pontos de coleta com informações erradas ou que não existem mais.

desapego

O Desapego Consciente foi lançado no dia 5 de junho, dia Mundial do Meio Ambiente.

Nossa expectativa é sensibilizar as pessoas em relação a importância do descarte correto, de reduzir a geração de lixo e prolongar o uso de objetos. Esperamos também desenvolver estratégias que sustentem o projeto e acreditamos que a ideia pode ser multiplicada em outras cidades.

A geração de lixo e gestão de resíduos é um problema pra qualquer cidade. Embora os desafios sejam enormes, acreditamos que novos comportamentos de consumo podem ser extremamente benéficos para as mudanças sociais e ambientais esperadas. Acreditamos na possibilidade de sistemas de vida mais sustentáveis, aonde a felicidade esteja menos pautada pela posse de coisas e mais relacionada ao compartilhamento de objetos, experiências e ideias, na possibilidade de interagir com pessoas e com o planeta de forma afetiva e colaborativa.

 

Sobre o Autor: Ana França ( | G+ )

Coordena o projeto Desapego Consciente na UTFPR. É professora de Design e interessa-se por tudo que possa melhorar relações entre pessoas e a vida em sociedade.

Site: http://www.anafranca.com.br - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário