• FEED

Nadia Cozzi

As terríveis pegadinhas da alimentação saudável

26 set 2011 - Por em Saúde e Alimentação

Leite, cereais integrais, muita soja, frutas, verduras, legumes, gelatinas para as crianças, pães com “N” grãos, iogurtes que ativam o intestino. Será que isso tudo é garantia de uma alimentação saudável? Muitos dos alimentos que pensamos ser saudáveis podem fazer mal a sua saúde, vamos fazer a análise de algumas pegadinhas da alimentação saudável e te ensinar como você pode fugir delas.

Vamos analisar: “Leite! Claro, vou ao supermercado e abasteço minha casa com leite para o mês todo. Compro caixas de leite longa vida e garanto o cálcio para a família”.

Mas o leite não é um produto altamente perecível, como ele pode durar um mês em nossa casa e seis meses nas prateleiras do supermercado e manter intactas suas propriedades nutricionais? Será que o cálcio que precisamos vem mesmo do leite? Como as vacas fabricam todo esse cálcio se elas só se alimentam de capim? Será que o cálcio que precisamos não está presente em grande quantidade nas verduras mais escuras?

Mas então não posso mais tomar leite? Sinto falta. Tome leite fresco, de preferência orgânico, livre dos resíduos de agrotóxicos e promotores de crescimento presentes nas rações dos animais. O iogurte caseiro faz muito bem à saúde, ativa o intestino naturalmente, não precisa de nenhum aditivo comercial para isso. Se batermos com frutas ou adicionarmos granola ele fica uma delícia e muito saudável. As crianças gostam de leite com achocolatado certo? Bata o leite fresco com cacau em pó e coloque numa jarra de vidro bem bonita e sirva em copos altos com canudos coloridos. Mais saudável, bonito e amoroso, eles com certeza vão sentir esse carinho.

Alimentos integrais, gelatina e a soja


Os alimentos integrais são excelentes, certo? Eu diria meio certo. Os alimentos integrais são excelentes desde que sejam orgânicos, caso contrário estaremos ingerindo altas doses de agrotóxicos presentes nessas fibras que tanto bem fazem ao nosso organismo. Um pão com muitos grãos é ótimo, o que não é bom são os conservantes que vêm junto para que o pão dure na prateleira do supermercado. Bolachinhas com 0% de gordura trans seriam ótimas se isso fosse verdade.

De acordo com a Anvisa, alimentos que apresentam até 0,2 gramas de gordura trans não precisam declarar a quantidade da gordura, podendo ser expressa como zero ou não contém gordura trans. Menorzinho ainda, lá nos ingredientes aparece gordura vegetal ou gordura vegetal hidrogenada, que nada mais é que a famigerada gordura trans, presente em bolachas, biscoitos, sopas instantâneas, sorvetes, etc. Ao encontrar a informação de que o produto é livre da gordura trans, veja imediatamente os ingredientes, na maioria das vezes você encontra a gordura vegetal escondidinha lá.

Gelatina é uma sobremesa saudável, firma a pele e… Tem tanto corante e aditivo químico, que deveríamos ficar vermelhos de vergonha de oferecer isso às crianças. Gelatina incolor com sucos e pedacinhos de frutas orgânicas feita em casa é uma excelente sobremesa. Simples, barata e essa sim, faz bem à Saúde.

A soja também é um alimento endeusado, mas se esquece que a maioria das lavouras de soja, assim como as de milho, hoje em dia é transgênica. Precisamos entender que a Natureza é sábia e generosa, não há alimento especial, todos têm sua importância desde que sejam frescos ou no máximo processados com critério. Aqui se ressalta mais uma vez a importância dos alimentos orgânicos que nos defendem das sementes transgênicas, dos agrotóxicos, das irradiações, dos promotores de crescimento e dos aditivos químicos, no caso dos processados.

Compra consciente de alimentos

O que me espanta é que somos tão cuidadosos quando vamos comprar roupas, sapatos, artigos de limpeza, higiene e beleza. Exigimos qualidade, examinamos o produto, comparamos marcas. No entanto, quando se trata do alimento, que nutre nossa Vida, que nos dá Saúde, somos tão facilmente enganados. Ativistas da Saúde, do Bem Estar, da Qualidade de Vida, o nome não importa muito, respeitar a Vida sim.

Bom, vamos para as nossas receitas, e que tal “una bella pizza”. Daquelas rapidinhas, que as crianças adoram e os adultos também.

Pizza Rapidinha

Ingredientes:

  • 1 e ½ xícara de chá de farinha de trigo Orgânica
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 1 colher de sopa de azeite extra virgem
  • ¾ de xícara de chá de leite fresco

Modo de Preparar:
Junte a farinha, o sal e o fermento em uma tigela grande.
Faça um buraco no meio e coloque azeite e vá misturando com a ponta dos dedos.
Junte o leite aos poucos e faça uma bola.
Em uma superfície com farinha sove a massa por uns 2 minutos. Divida a massa em 04 e cubra com pano úmido. Deixe dar uma descansada de 10 minutinhos.
Abra cada parte da massa em disco de 20cm de diâmetro.
Aqueça uma frigideira e pincele um pouquinho de azeite.
Coloque o disco na frigideira quente, faça furinhos com um garfo para circular o ar. Deixe 02 minutos de cada lado. Pronto a massa está pronta para o recheio de sua preferência.

Pão de Fubá

Estava passeando pela Internet quando achei esta receita bem legal no Blog Pitadinha e como estava com falta de tempo e vontade para fazer um pão mais demorado resolvi seguir a sugestão. Fazendo algumas modificações orgânicas é claro!

Ingredientes:

  • 1 xícara de fubá Orgânico
  • 1 e ½ xícara de farinha de trigo Orgânica
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • ½ de xícara de chá de açúcar orgânico
  • 1 colher de chá de sal marinho
  • 1e ½ xícara de chá de leite fresco
  • 4 colheres de sopa de manteiga
  • 1 ovo tipo caipira inteiro

Modo de preparar:
Unte uma fôrma tipo bolo inglês com manteiga e polvilhe com farinha de trigo.
Derreta a manteiga e reserve. Misture os ingredientes secos em uma tigela. Misture o ovo, o leite com a manteiga.
Despeje sobre os secos aos poucos, misturando bem. Distribua a massa na fôrma e leve ao forno pré aquecido a 230º por 10 minutos, depois por mais 15 minutos a 180º. Na dúvida, faça o teste do palito. Veja que delícia!

Filme da semana

Julie & Julia uma lenda da culinária fornece uma nova receita de vida para uma frustrada funcionária de escritório. As histórias reais de como a vida e o livro de receitas de Julia Child (Meryl Streep) inspiraram a escritora principiante Julie Powell (Amy Adams) a reproduzir 524 receitas em 365 dias e apresentar a magia da culinária francesa para novas gerações. Stanley Tucci (O Diabo Veste Prada) co-estrela esta deliciosa comédia da diretora Nora Ephron sobre prazeres, obsessões e manteiga. Bon Appétit!

Fotos: cgrant6 / baltar

Sobre o Autor: Nadia Cozzi ( @nadiacozzi | G+ )

Nadia Cozzi

* Consultora de Alimentação Consciente e Desenvolvimento Pessoal. * Pesquisa desde 1994 a Agricultura livre de Agrotóxicos e o Ato de se alimentar e a Consciência de quanto ele interfere na Saúde Física, Emocional e Mental do Ser Humano e os efeitos da produção de alimentos para o Meio Ambiente. * Idealizadora do Instituto Pedro Cozzi - Espaço DAR VIDA – (institutopedrocozzi.blogspot.com.br) * Livros sobre uma nova consciência ecológica: (http://alimentopuro.synthasite.com/livros.php) * Blogs: Alimento Puro: alimentopuro.blogspot.com Bio Culinária: bioculinaria.blogspot.com

Site: http://alimentopuro.synthasite.com - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário

  • Toiaalves

    excelente matéria!!! 

  • Paulo Fabiano

    Olá, Nadia
    Conheci o seu “site” em uma postagem de uma amiga no facebook e resolvi dar uma espiada, amante do verde que sou.
     Gostei muito das dicas sobre alimentos integrais, gelatina e soja porém não considero uma informação completa pois você dá dicas de bons alimentos (orgânicos) mas infelizmente não aponta a melhor solução prática para os leitores que é a de saber onde encontrá-los. Você deve saber que nosso país está ainda engatinhando quanto à produção de alimentos orgânicos, o que torna o consumo desses alimentos quase que impossível para quase todos os brasileiros e uma boa dica seria ensinar como se produz esses alimentos (ao menos os mais simples) em casa, com adubo orgânico proveniente da nossa própria cozinha, mesmo para aqueles que não possuem muito espaço nas residências, o que é factivelmente possível. Portanto não basta dizer – isso é bom, isso é ruim – se não se dá a solução “integral”.
    Quanto à soja, “alimento endeusado” e tem ótimas razões para ser considerado assim, você se esqueceu de dizer que em grãos ela só deve ser utilizada quando for processada por métodos fermentativos pois  é altamente indigesta quando consumida na sua forma integral, assim como o seu “leite”… aliás leite de vaca orgânico, onde posso encontrar? esqueceu também a dica sobre gelatina de boa qualidade (kanten), essa sim facilmente encontrada nas lojas de produtos naturais.
    Essas são críticas meramente construtivas, sem nenhuma outra intenção.
    Obrigado pela leitura e esperando ter ajudado a crescer, atenciosamente,

    Paulo Fabiano

  • Anônimo

    Olá Paulo Fabiano. Muito bom receber comentários como o seu. Os Orgânicos atualmente são facilmente encontrados em supermercados, lojas e diretamente com os produtores seja em feirinhas especializadas seja no sistema delivery entregues diretamente em sua casa pelos produtores. Os sites Planeta Orgânico (http://www.planetaorganico.com.br/site/)  ou Portal Orgânico (http://www.portalorganico.com.br/)  trazem os produtores de todo o Brasil. Não se pode esquecer também dos pequenos agricultores das cidades do interior que plantam tudo bem purinho e geralmente são conhecidos pelos moradores. Quanto à plantar em sua própria casa é só entrar no Google que existem muitas dicas sobre o assunto. O leite você encontra indicação dos produtores nos sites indicados acima.Se você for de São Paulo temos várias feiras orgânicas. Quanto à soja, eu não dei receitas e inclusive coloquei entre aspas o endeusado, pois não acredito em alimentos completos, todos os alimentos tem nutrientes importantes para a nossa saúde, além de que seu principal problema é a trangenia. A gelatina sem sabor também é encontrada em qualquer supermercado, eu não indiquei marcas. Espero ter podido esclarecer um pouco mais as pegadinhas da alimentação saudável, acredito que o espírito de busca é essencial para o nosso crescimento. Grande abraço.

  • Pingback: Rato de Biblioteca » Blog Archive » Semana do Rato()

  • Pingback: Mão na massa! | Baú de Artes()

  • Vale a pena saber

  • Rafael

    É interessante e muito bom ter conhecimento assim.
    Mas na pratica é diferente.
    Aconselhar as pessoas é fácil, mas nem todos podem fazer isso tudo. Tem gente que nem comida tem. Tem bairros que tem mercados só com coisas basicas.
    Se for sair por aí caçando tudo o que tem na lista, cada um vai ter que comprar a sua própria vaca, plantar suas próprias sojas etc.
    As dicas não sao ruins, são até boas, só não sao universais.
    E eu nao vi nenhum comentário dentro da matéria que demonstrasse esse tipo de consciencia.
    Então senti vontade de expor.

  • Informações sobre alimentação saudável são imprescindíveis para se ter uma vida longa e de excelente qualidade. Se não cuidarmos do nosso corpo em qual lugar iremos morar? Amei quando você cita em um dos artigos que se somos tão criteriosos quanto à qualidade da roupa ou ao do sapato que compramos por que não sermos mais rígidos em relação à qualidade da comida que ingerimos? 
    Parabéns pelo blog! 

  • NadiaCozzi

    Oi Rafael, desculpe a demora em responder, estava ausente. A consciência na alimentação pode estar presente em qualquer sociedade, em qualquer nível social, em qualquer idade. Temos informações na TV a todo o momento, para não falar em internet, jornais e revistas. O que falta é a determinação em mudar, em vez de salgadinhos, biscoitos recheados e refrigerantes que estão sim na casa dessas pessoas que não tem recursos para comer orgânicos, preferir o arroz e feijão com aquela verdurinha plantada no quintal, ou no vaso. Participar de projetos de horta comunitária é outra saída. Fazer pão em casa não é tão difícil e é altamente lucrativo. Para quem quer mudar existem muitas alternativas. Abraço

  • NadiaCozzi

    Obrigada Daniela, eu diria até um pouco mais cuidar da alimentação é cuidar do nosso corpo e mais do nosso Planeta. Beijo

  • pao de fubá, ok mas hj quase todo fuba e farinaceos de milho sao transgenicos tambem, so se eu plantar o milho no quintal e mesmo assim quem garante que as sememntes nao sao tb?? ta ficando dificil escolher o que comer, nao sei pq eh obrigatorio anunciar que o alimento eh trangenico na embalagem se nao sobram alternativas na hora da compra, acho que so serve pra fazer o consumidor se sentir mal por ter que levar um transgenico por falta de uma outra marca que nao seja

  • NadiaCozzi

    Tatiana vc consegue fubá orgânico, que não é transgênico. Abraços.

  • Marcia

    As informações são muito interessantes, mas como consumir alimentos orgânicos se eles chegam a custar entre 40% e 200% mais caros? Veja nesse link as prováveis causas para seram tão caros: http://ambiente.hsw.uol.com.br/agricultura-organica5.htm

  • WILL

    As informações foram muito relevantes, acredito que a consciência sobre uma alimentação saudável é construída gradativamente e pequenas ações diárias ajudam a criar a cultura e o hábito.

  • Pri

    Informações muito valiosas, no entanto, sabemos que a maioria das pessoas não pode consumir alimentos orgânicos em função do seu alto preço. Fico triste ao perceber que os alimentos orgânicos ficaram para a classe mais economicamente favorecida da sociedade.

  • NadiaCozzi

    Oi Pri, atualmente os orgânicos só são caros nos supermercados,existem espalhadas pelo Brasil muitas feiras orgânicas onde compramos direto do consumidor. O IDEC fez um estudo sobre elas veja no link http://www.idec.org.br/feirasorganicase encontre a mais perto de vc. Outra alternativa é o delivery de produtos orgânicos, onde o produtor entrega em sua casa uma cesta de legumes, verduras e frutas fresquinhas acabadas de colher. Veja algumas sugestões: http://alimentopuro.blogspot.com.br/search/label/Delivery. Espero ter ajudado, beijos.

  • NadiaCozzi

    Atualmente os orgânicos só são caros nos supermercados,existem espalhadas pelo Brasil muitas feiras orgânicas onde compramos direto do consumidor. O IDEC fez um estudo sobre elas veja no link http://www.idec.org.br/feiraso… encontre a mais perto de vc. Outra alternativa é o delivery de produtos orgânicos, onde o produtor entrega em sua casa uma cesta de legumes, verduras e frutas fresquinhas acabadas de colher. Veja algumas sugestões:http://alimentopuro.blogspot.c…. Espero ter ajudado, beijos.

  • Lucas

    Legal! Informações bastante úteis….. Mas será que produtos orgânicos são realmente orgânicos??? Como saber se eu não estou pagando caro por um produto duvidoso Exemplo: a alternativa para a açúcar,era o aspartame, que é o maior veneno para o cerebro ou seja vc comprava um adoçante com a intenção de emagrecer e estava detonando seus neuronios…. E esses orgânicos ,será que não tem nenhuma substancia nociva?

  • NadiaCozzi

    Procure sempre consumir alimentos orgânicos certificados, tem que ter o selo de alimento orgânico para que vc tenha certeza do que está comprando. Outra maneira é vc conhecer o agricultor, visitar sua fazenda, conversar com ele, isso se chama rastreabilidade. Vc consegue maior contato com as feiras orgânicas onde se compra direto do consumidor. Não tem como comparar Aspartame com alimentos orgânicos, um é industrializado, sintético os outros são naturais, são de verdade.

  • cristiane

    Existe amido de milho não transgênico no mercado?

  • NadiaCozzi

    Não Cristiane, todos os amidos de milho estão transgênicos. Utilize a fécula de batata no lugar, com a mesma proporção.

  • cristiane

    Obrigada pela resposta, vou substituir!