• FEED

Lucas Malaspina

Saiba por que não devemos salvar o planeta

24 jun 2012 - Por em Vida Verde

Muitas pessoas ainda são movidas pelo conceito de Salvar o Planeta. Os slogans Save the Earth e Save the Planet marcaram a grande massificação do movimento ambientalista no final dos anos 90, mas hoje são conceitos completamente ultrapassados.

Não é o planeta que devemos salvar, somos nós, os humanos. A espécie humana é que está em perigo.  A sobrevivência do planeta Terra independe da sobrevivência da raça humana.

 

Salvar os seres humanos é egoísta e insuficiente

Georgesco Roegen uma vez profetizou: “Deixemos outras espécies – as amebas, por exemplo – que não têm ambições espirituais herdar o globo terrestre ainda abundantemente banhado pela luz solar.”, fazendo alusão ao fato de que enquanto houver o sol, milhares de outras espécies terão plenas condições de vida, independentemente da presença ou não do homem.

A questão aqui é escolher entre ter uma passagem pela Terra curta, mas fogosa e abundante no consumo de recursos, ou uma existência mais perene, sem tantas extravagâncias e mais eficiente.

Porém, o conceito de Salvar as Pessoas é egoísta e insuficiente. Nesta visão todas as espécies que não possuem relações significativas com o homem em seu ciclo de vida estariam ameaçadas. O urso panda por exemplo, símbolo da campanha de proteção aos animais, seria uma espécie dispensável.

Responsabilidade e generosidade

É preciso ter um senso de responsabilidade quanto ao futuro das espécies, como define José Eli da Veiga:

“É justamente pelo fato de a espécie humana ter conseguido se tornar a mais poderosa que ela deve ter responsabilidade para com as outras, em generoso e altruísta esforço por minorar tal assimetria.”

Funciona mais ou menos como uma relação entre pais e filhos, ainda que desconsiderado o fato de tê-lo gerado, existe uma responsabilidade explícita na capacidade dos pais de fazer coisas que possam influenciar, positiva ou negativamente, a vida da criança, das quais a própria criança é incapaz de fazer.

 

Fotos: Earthshots /  Girishkulkarni /Adambarralets

 

 

Sobre o Autor: Lucas Malaspina ( @lucasmalaspina | G+ )

Lucas Malaspina

Lucas Malaspina é formado em Marketing com especialização em Gestão Marcas e Sustentabilidade. É sócio da SustentaLab, viciado em criatividade, desafios e o pôr-do-sol.

Site: http://www.coletivoverde.com.br - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário

  • Keila Flores

    Que indo artigo, amei!!!!

    O humano acha que sua capacidade de fala o torna superior aos outros seres vivos, quando, na verdade, não passamos de uma reação química…
    Todos os seres do planeta têm direito de usar os recursos naturais para suprir suas necessidades – água, comida, abrigo. Nenhum ser deveria se achar dono da Terra, negando isso aos que não são homo sapiens-sapiens, ou, aos homo que não têm dinheiro. A raça humana é a pior praga do planeta, mas, o que me deixa feliz é saber que o planeta já existia antes de chegarmos aqui, e continuará existindo depois de nós.
    Apesar dos humanos, A TERRA SOBREVIVERÁ!!!!