• FEED

Nadia Cozzi

Que tal reduzir o lixo doméstico? Comece ao fazer as suas compras

05 set 2011 - Por em Saúde e Alimentação

Fico chocada com a quantidade de saquinhos, bandejas, plásticos e papéis que se joga fora todas as vezes que vamos ao supermercado. E olha que eu levo minhas sacolas de pano para carregar, hein? Mas, mesmo assim, é impressionante o volume de lixo que sobra quando vou guardar as compras.

Aí fiquei pensando o que fazer para diminuir esse lixo. O mais comum é separar o que é orgânico do reciclável. Conheço pessoas que não separam o lixo com a desculpa de que o síndico não implanta a reciclagem. Oras, hoje em dia, qualquer supermercado tem posto de coleta, inclusive de óleo de cozinha. E outra coisa, qualquer um pode organizar a coleta de lixo junto aos outros moradores. Aposto que muitas pessoas teriam vontade de ajudar.

Passei a comprar verduras, frutas e legumes em feiras orgânicas. Assim, tenho produtos mais frescos, curto um bom papo com os produtores e ainda me livro das bandejas e plásticos. Quem não tem feira por perto, pode optar pelos deliveries de orgânicos – é uma delícia receber as coisas fresquinhas na porta de casa. Para saber sobre feiras ou deliveries pode-se consultar os sites do Planeta Orgânico ou do Portal Orgânico.

Desenvolvi também o prazer de fazer em casa pães, bolos e biscoitos. Além de proteger a saúde, economizo na quantidade de aditivos químicos que esses produtos carregam e, ainda por cima, diminuí consideravelmente as embalagens.

Uma coisa que observo é que os supermercados em geral não orientam seus embaladores na utilização das famigeradas sacolinhas plásticas. Parece que vivemos num paraíso e que não temos problemas com elas. Vai um produto em cada uma, é uma fartura! Fora que muitas vezes tenho que explicar que eu levo sacolas de pano exatamente para não usar as plásticas, pois os embaladores insistem em colocar os produtos nas sacolas plásticas e depois na retornável.

Mas – sempre tem um “mas” – , existe um lugar que visitei esta semana onde ninguém mais pensa em sacolinhas plásticas. Ou você leva sua própria sacola ou compra caixas de papelão retornáveis para carregar suas compras. Elas são muito práticas pois se dobram e podem ficar no carro já prontas para a próxima vez. Uma atitude muito inteligente do Quintal dos Orgânicos, um espaço gostoso, com cafeteria, restaurante e mais de 1000 opções de orgânicos, inclusive cosméticos e materiais de limpeza, tudo certificado.


Parabéns a eles que tem sustentabilidade como palavra de honra em todos os setores da loja, inclusive na construção e decoração. Parabéns a nós consumidores, que podemos encontrar lá um oásis e ver que é possível ter uma vida mais consciente.

Para comemorar em nossas receitas de hoje, só teremos produtos que não necessitam de embalagem ou que vêm em embalagens reutilizáveis. Talvez repensar o cardápio seja uma boa oportunidade para reduzir o lixo doméstico, sem perder o sabor, é claro!

Antepasto Siciliano

Ingredientes

  • 1 xícara de azeite extra virgem
  • 2 cebolas orgânicas cortadas em cubos
  • Sal Marinho a gosto
  • 2 pimentões orgânicos cortados em cubos
  • 2 abobrinhas orgânicas cortadas em cubos
  • Orégano a gosto
  • Sálvia a gosto
  • 2 tomates orgânicos cortados em cubos
  • 2 colheres de sopa de alcaparras
  • Azeitonas pretas a gosto

Modo de Preparar:
Aqueça a metade do azeite numa panela, acrescente a cebola, um pouquinho de sal, o pimentão, a abobrinha. Dê uma refogada e acrescente o orégano, a sálvia.

Mexa e acrescente o tomate e a salsinha. Mexa novamente e deixe cozinhar em fogo bem baixinho por mais ou menos 15 minutos. Corrija o sal. Acrescente as alcaparras, as azeitonas pretas e regue com o restante do azeite.
Pode ser servido acompanhado de pão italiano ou torradas, mas fica muito bom em cima de um espaguete “al dente”.

Salada Caprese

Originária da Ilha de Capri, pode ser preparada de várias formas diferentes. Esta é uma receita bem simples, mas muito gostosa.

Ingredientes:

  • 3 tomates orgânicos grandes
  • 4 bolas de mussarela de búfala
  • Folhas de manjericão
  • Sal marinho
  • Pimenta do reino
  • Azeite extravirgem
  • Pimenta do reino, se gostar

Modo de Preparar:
Corte a mussarela e os tomates em fatias de mais ou menos meio centímetro. Disponha numa travessa, intercalando uma fatia de tomate, uma fatia de mussarela e assim por diante. Espalhe as folhas de manjericão por cima e complete temperando com o sal, a pimenta e o azeite.

Pronto! Uma fatia de pão italiano, um copo de vinho e uma boa companhia. Precisa mais?

Sobre o Autor: Nadia Cozzi ( @nadiacozzi | G+ )

Nadia Cozzi

* Consultora de Alimentação Consciente e Desenvolvimento Pessoal. * Pesquisa desde 1994 a Agricultura livre de Agrotóxicos e o Ato de se alimentar e a Consciência de quanto ele interfere na Saúde Física, Emocional e Mental do Ser Humano e os efeitos da produção de alimentos para o Meio Ambiente. * Idealizadora do Instituto Pedro Cozzi - Espaço DAR VIDA – (institutopedrocozzi.blogspot.com.br) * Livros sobre uma nova consciência ecológica: (http://alimentopuro.synthasite.com/livros.php) * Blogs: Alimento Puro: alimentopuro.blogspot.com Bio Culinária: bioculinaria.blogspot.com

Site: http://alimentopuro.synthasite.com - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário

  • Andréa Giorgini

    Aqui em BH, os supermercados não têm posto de coleta de espécie alguma. Por outro lado, eles disponibilizam sacolas biodegradáveis ao preço de R$0,19 cada. Usamos nossas sacolas de pano ou e qualquer outro material que não seja de plástico. Existem outros projetos na camara municipal referente a coleta seletiva e outras atividades ligadas a reciclagem.

  • Babi

    Nádia, mais uma bela postagem, é sempre tão prazeroso ler suas matérias e arriscar suas receitas.
    Também me incomoda muito essa quantidade excessiva de embalagens, mas vamos nos esquivando o quanto podemos e devemos.
    Abraços,
    Babi.

  • Anônimo

    É importante começar a organizar um movimento de reciclagem junto à Prefeitura para agilizar os projetos. Abraços Andréa

  • Anônimo

    Oi Babi, obrigada querida, como diz o Guilherme “vamos, que vamos”. Bjo

  • Nadia, parabéns pelo post, ainda estamos engatinhando no tema sustentabilidade, muito se fala, mas pouco se tem feito, só com atitudes conscientes para mobilizar a população.

  • Anônimo

    Obrigada Clóvis, se unirmos nossas sugestões conseguiremos chegar lá. Abraços.

  • Pingback: Receitas saudáveis e práticas sem perder a qualidade | Coletivo Verde - Produtos Ecológicos()

  • Jô Bibas

    Ótimo post, Nadia! Às vezes tenho  a irritante  impressão de que esse assunto ainda é uma novidade para muita gente, quando já deveriam ter começado a entender há tanto tempo atrás.  O negócio é não desistir, dar exemplo, e falar sempre sobre o assunto.

    BJô

  • NadiaCozzi

    Jô, mudar hábitos é muito difícil, tem que repetir muito, até despertar a consciência.

  • Pingback: rimonabantexcellence site title()