• FEED

Luana Godoi

Viajar ou não com seu animal de estimação? Dicas e recomendações

02 dez 2011 - Por em Casa Verde

As férias estão chegando… Os destinos de passeios já estão escolhidos… E o seu animal de estimação? Vai ficar em casa? Ou vai fazer o passeio com você?

Muitas pessoas se veem neste dilema quando está chegando perto das férias, o que fazer com o animal de estimação? Bem, se você optar por levar seu animal na viagem, vale lembrar alguns detalhes importantes. Considerando que a maioria das pessoas tem cães e gatos, vamos falar mais especificamente deles.

Conhecendo o seu destino e cuidando da saúde de seu companheiro

Antes de qualquer coisa, você deve se certificar de que o local escolhido para as férias, caso sejam hotéis ou pousadas, aceitam animais de estimação. Para fazer o transporte de carro do seu animal, você deve visitar o médico Veterinário e atualizar as vacinas do seu amigo com pelo menos 30 dias de antecedência. A vacina da raiva e a vacina polivalente são essenciais, pois elas asseguram que o animal estará protegido de qualquer doença em qualquer lugar que for além de proteger os demais animais que vivem por perto do seu local de férias.

O vermífugo é importante que esteja em dia, para que não haja nenhum problema causado por vermes durante as férias, isso estragaria qualquer passeio. Você deve solicitar do Veterinário um atestado de saúde animal, carimbado e assinado, isso garante uma viagem tranquila, mesmo se houver alguma blitz no caminho.

Viagem com segurança


O ideal é que seu animal viaje em uma caixa de transporte com tamanho apropriado, ou então, já existem em pet-shops cintos de segurança para animais, essas medidas são para segurança de todos, pois um animal solto no carro pode representar riscos. Você não deve alimentar o seu animal antes da viagem, deve parar de duas em duas horas mais ou menos, para que ele possa fazer suas necessidades e também esticar as patas.

Se você for viajar de avião, informe-se com a companhia aérea de quais são as regras para transporte de animais, pois elas podem ter condições diferentes, uma das outras. O ideal é não alimentar o animal por no mínimo seis horas antes da viagem e certificar-se de que as condições da companhia são boas para um bom transporte do seu amigo. Em caso de viagens internacionais o atestado de saúde animal tem de ser emitido com um médico Veterinário do Ministério da Agricultura nos aeroportos internacionais.

Vai viajar sem seu animal?


Se você optar por deixar seu animal em casa, lembre-se que ele poderá se sentir muito sozinho e triste, caso suas férias sejam longas. Então se você não tem nenhuma pessoa com um pouco de tempo para cuidar dele é melhor você deixa-lo em um pet-shop ou clínica veterinária que ofereça hospedagem.

Geralmente esses pet-shops ou clínicas veterinárias disponibilizam ótimos serviços para os animais, às pessoas que trabalham nesses lugares tem tempo para alimentá-los, para passear com eles ou fazer brincadeiras, além é claro de que seu amigo estará na companhia de outros animais. Alguns desses lugares também aceitam outros tipos de animais, como papagaios, coelhos, tartarugas etc.

Depois dessas dicas você pode decidir qual a melhor opção para suas férias e então aproveitar tranquilo, pois seu animal estará bem.

Sobre o Autor: Luana Godoi ( @luanadgodoi | G+ )

Luana Godoi

Estudante do curso de Biologia - UNISINOS/RS

Site: - Veja todos os artigos de

Faça seu Comentário